Covid-19

Fura-filas: MPDFT se reúne com gestores da Saúde para avaliar vacinação

Reunião será na tarde desta sexta-feira (22/1). O MPDFT recebeu denúncias de que servidores que não fazem parte do grupo prioritário estariam recebendo a vacina

Samara Schwingel
postado em 22/01/2021 11:51 / atualizado em 22/01/2021 13:04
As denúncias foram feitas para os hospitais regionais de Ceilândia e Taguatinga -  (crédito: Marcelo Ferreira/CB/DA Press )
As denúncias foram feitas para os hospitais regionais de Ceilândia e Taguatinga - (crédito: Marcelo Ferreira/CB/DA Press )

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) vai se reunir, na tarde desta sexta-feira (22/1), com gestores da Secretaria de Saúde (SES) para avaliar como é feito o registro e o processo  da vacinação contra a covid-19 no Distrito Federal. A reunião é uma resposta da pasta ao ofício enviado pelo órgão que cobrava um posicionamento em relação às  denúncias de que servidores que não fazem parte do grupo prioritário estabelecido pela SES estariam recebendo o imunizante. 

Independente do que for apresentado pela Saúde nesta reunião, o MP deve abrir uma investigação. O órgão recebeu vídeos, fotos e relatos de pessoas sendo vacinadas indevidamente em, pelo menos, dois hospitais da rede pública do DF, o Hospital Regional de Ceilândia (HRC) e o Hospital Regional de Taguatinga (HRT). 

Posicionamento


Nesta quarta-feira (20/1), a Secretaria de Saúde publicou uma nota à imprensa informando que tem conhecimento das denúncias de supostas irregularidades no processo de vacinação em algumas unidades e que “imediatamente, o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, solicitou aos superintendes regionais a lista com os beneficiados pela vacina até o presente momento”.

A secretaria esclareceu também "que o gestor responsável pela área e o servidor beneficiado sem que atenda aos critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde responderão administrativamente pelos seus atos".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE