FOMENTO

Start BSB divulga aprovados para última fase do programa de empreendedorismo

Temas escolhidos incluem tecnologia da informação, big data, genética e design. Projetos escolhidos terão de ser entregues até 24 de fevereiro

Correio Braziliense
postado em 09/02/2021 00:02 / atualizado em 09/02/2021 00:03
Programa do DF visa unir a academia e o mercado, incentivando empreendedorismo inovador -  (crédito: Foto: Pixabay)
Programa do DF visa unir a academia e o mercado, incentivando empreendedorismo inovador - (crédito: Foto: Pixabay)

Saiu, nesta segunda-feira (8/2), a lista final com os 200 projetos inovadores aprovados para a fase três do Start BSB, programa de incentivo ao empreendedorismo no Distrito Federal. A iniciativa é promovida pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP) — com apoio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação — e operada pela Fundação Certi.

Com a vaga garantida para a última fase de seleção do Start BSB, as equipes deverão elaborar e submeter, até 24 de fevereiro, um projeto de fomento, com apresentação detalhada do orçamento e do planejamento de execução. Assim como nas demais fases programa, os aprovados terão acesso à capacitação on-line e a um workshop presencial que auxiliará na elaboração de uma proposta objetiva e de acordo com as regras do edital.

Perfil

Dos 200 projetos aprovados nesta fase, 194 são do Distrito Federal; cinco de Goiás; e um de Minas Gerais. Sobre as temáticas, 30,5% envolvem tecnologia social; 12,5%, automação; e 11,5% têm relação com inteligência artificial e machine learning. Também houve seleção de propostas nas áreas de TI e telecomunicações (9,5%), internet das coisas (7%), biotecnologia e genética (6,5%), big data (5%), design (4%) e blockchain (3%).

Em relação aos principais setores de aplicação dos projetos aprovados, 60 são para o ramo de saúde e bem-estar; 56 para o setor social; 45 para educação e tecnologia da informação; e 44 para telecomunicações. Também houve aprovados nas seguintes áreas: economia criativa (41); meio ambiente e bioeconomia (35); marketing e mídias (26); agronegócio (24); além de economia do turismo, gastronomia, eventos e lazer (18).

Quanto ao perfil dos responsáveis pelas ideias, aproximadamente 71% são do sexo masculino, e 28%, do feminino. Os demais se registraram como "outro" ou preferiram não comentar. A maioria dos proponentes têm entre 18 e 40 anos, sendo que seis têm 61 anos ou mais.

Na autodeclaração racial, aproximadamente 58,5% disseram ser brancos; 39%, negros — pardos ou pretos; e 2,5%, amarelos. No quesito formação, 48% dos participantes aprovados concluíram ou estão cursando o ensino superior e 47% estão cursando ou concluíram a pós-graduação.

Próximos passos

Ao fim da seleção, 50 projetos poderão ser contemplados — cada um com até R$ 70 mil em subvenção econômica, até R$ 42 mil em bolsa de apoio a pesquisa e desenvolvimento, além de outros benefícios oferecidos por parceiros. Durante seis meses, os empreendedores passarão por um processo de acompanhamento, com suporte e capacitação, para transformar as ideias em negócios de sucesso.

O programa visa contribuir para o estabelecimento de uma ponte entre academia e o mercado do Distrito Federal. Além disso, o Start BSB pretende impulsionar o empreendedorismo inovador e acelerar o desenvolvimento do ecossistema de inovação no DF e no Entorno, para possibilitar o desenvolvimento e o intercâmbio de conhecimentos e tecnologias.

Confira a lista das ideias aprovadas aqui

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE