PANDEMIA

Evento no centro da capital é interditado por descumprir normas preventivas

Outros dois estabelecimentos também foram interditados por não seguir as medidas sanitárias contra a covid-19. A força-tarefa segue até a próxima quarta-feira (17/2)

Cibele Moreira
Samara Schwingel
postado em 13/02/2021 13:44 / atualizado em 13/02/2021 16:56
Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) participou da força-tarefa de fiscalização das normas sanitárias de combate à covid-19 -  (crédito: MPDFT/Divulgação)
Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) participou da força-tarefa de fiscalização das normas sanitárias de combate à covid-19 - (crédito: MPDFT/Divulgação)

Um evento com grande programação para o feriado de carnaval foi interditado na noite desta sexta-feira (12/2), no centro de Brasília, por descumprir as normas de prevenção contra a covid-19. A equipe da Secretaria de Estado de Proteção da Ordem Urbanística do Distrito Federal (DF Legal), em parceria com outros órgãos de governo e com apoio do Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios (MPDFT), esteve no local por volta da meia noite e encerrou a festa, com multa e interdição.

Outros dois estabelecimentos também foram interditados por não respeitar as medidas sanitárias. De acordo com balanço divulgado pela DF Legal, 92 estabelecimentos em 15 regiões administrativas do Distrito Federal foram vistoriadas. Ao todo, foram aplicadas quatro multas em bares por descumprimento dos protocolos sanitários.

Devido à pandemia do novo coronavírus, festas, eventos com aglomeração e programações carnavalescas estão proibidas de ocorrer no Distrito Federal. A medida foi reforçada em decreto publicado na última quinta-feira (11/2), no Diário Oficial do DF (DODF). A proibição vale até 21 de fevereiro. Quem descumprir a norma terá que pagar multa de até R$ 20 mil. Quem fomentar ou ajudar a promover qualquer evento deste tipo também pode ser punido. Também fica proibido que clientes consumam produtos em pé ou dançam nos estabelecimentos. Bares e restaurantes devem operar com 50% da capacidade total.

Segundo o procurador do MPDFT, José Eduardo Sabo, que acompanhou o primeiro dia de fiscalização na capital, foi observado que a maioria das infrações foi pela falta do uso de máscara e do distanciamento entre as pessoas. "Percebemos que uma parcela muito grande da população ainda não entendeu que não podemos comemorar o carnaval este ano", ressalta o procurador.

No Lago Sul, também houve aglomeração no comércio local da QI 23, que foi dispersada com a chegada da equipe de fiscalização. A força-tarefa segue até a próxima quarta-feira (17/2).

Confira galeria de fotos de bares que foram vistoriados nessa sexta-feira.


  • Força-tarefa fiscaliza medidas sanitárias em estabelecimentos do DF durante o carnaval
    Força-tarefa fiscaliza medidas sanitárias em estabelecimentos do DF durante o carnaval Divulgação
  • Força-tarefa fiscaliza medidas sanitárias em estabelecimentos do DF durante o carnaval
    Força-tarefa fiscaliza medidas sanitárias em estabelecimentos do DF durante o carnaval Divulgação
  • Força-tarefa fiscaliza medidas sanitárias em estabelecimentos do DF durante o carnaval
    Força-tarefa fiscaliza medidas sanitárias em estabelecimentos do DF durante o carnaval MPDFT/Divulgação
  • Força-tarefa fiscaliza medidas sanitárias em estabelecimentos do DF durante o carnaval
    Força-tarefa fiscaliza medidas sanitárias em estabelecimentos do DF durante o carnaval Divulgação
  • Força-tarefa fiscaliza medidas sanitárias em estabelecimentos do DF durante o carnaval
    Força-tarefa fiscaliza medidas sanitárias em estabelecimentos do DF durante o carnaval Divulgação
  • Força-tarefa fiscaliza medidas sanitárias em estabelecimentos do DF durante o carnaval
    Força-tarefa fiscaliza medidas sanitárias em estabelecimentos do DF durante o carnaval MPDFT/Divulgação

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE