Prisão

Polícia prende homem que se passou por agente da PF em assalto no Lago Sul

Comparsa ainda está foragido. Trio rendeu empresário chinês, amigo e dois funcionários e fugiu com relógios, armas e dinheiro

Jéssica Moura
postado em 18/02/2021 09:58 / atualizado em 18/02/2021 10:01
Vídeos mostraram momento em que bandidos rendem empresário chinês no Lago Sul -  (crédito: Reprodução/Câmera de segurança)
Vídeos mostraram momento em que bandidos rendem empresário chinês no Lago Sul - (crédito: Reprodução/Câmera de segurança)

Parte dos suspeitos de se disfarçarem de agentes da Polícia Federal durante um assalto no Lago Sul foram presos pela Polícia Civil. O crime ocorreu em 5 de fevereiro, quando três criminosos invadiram uma casa na QL 6 e renderam um empresário chinês e um amigo que estavam no local.

O homem apontado como o mentor do assalto foi preso na segunda-feira (15/2) após ter a prisão temporária decretada pela justiça. O mandado, que tem validade de cinco dias, foi prorrogado e ele continua encarcerado. A identidade dele não foi revelada, mas a Polícia Civil informou que ele tem 38 anos e é morador de Taguatinga.

O segundo investigado mora na mesma cidade e tem 39 anos. No entanto, ele não foi encontrado pelos agentes durante a busca para cumprir o mandado de prisão. Por isso, ele é considerado foragido e a corporação ingressou com pedido de prisão preventiva contra ele, que não tem prazo para expirar. O homem já acumula uma condenação por tráfico de drogas.

As investigações apontam que o crime foi planejado com antecedência: os planos remontam a dezembro do ano passado, quando os suspeitos passaram a seguir a vítima para mapear a rotina dele e os caminhos que percorria. Os encontros para articular a ação ocorriam em uma oficina mecânica no setor H Norte, em Taguatinga, que pertencia ao homem preso. O foragido, amigo dele, também fazia bicos na oficina.

O caso

Vestidos com uniformes da Polícia Federal, os três assaltantes armados invadiram a casa no Lago Sul por volta das 10h de 5 de fevereiro. Além do empresário chinês, um amigo dele, e dois funcionários foram feitos reféns pelos bandidos. A ação foi registrada por câmeras de segurança, que mostram o momento em que o empresário e o amigo são abordados na porta da casa.

Os assaltantes conseguiram fugir levando seis relógios — cada um avaliado em R$250 mil —, duas pistolas, pepitas de ouro e um cofre com R$ 20 mil dólares e R$ 10 mil euros.






Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE