CEPA BRITÂNICA

Coronavírus: MP cobra explicações da Secretaria de Saúde sobre variante no DF

Instituição enviou ofício para pedir explicações e detalhes sobre medidas de enfrentamento contra variante do novo coronavírus identificada no Distrito Federal

Luana Patriolino
postado em 18/02/2021 22:10 / atualizado em 18/02/2021 22:10

Representantes do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) entregaram, nesta quinta-feira (18/2), um ofício à Secretaria de Saúde (SES-DF) para cobrar explicações da pasta sobre a cepa britânica do novo coronavírus. Como adiantado pelo Correio, a variante circula no DF desde dezembro.

O MPDFT chama a atenção para a necessidade de definir protocolos de prevenção e o mapeamento de infectados para evitar a transmissão na capital federal. A instituição cobra acompanhamento atualizado das providências adotadas pelo Executivo local, além de esclarecimentos sobre a chegada da nova variante.

Outro questionamento à SES-DF envolve a existência de convênio ou contratação de instituições públicas ou privadas para fazer testes genéticos das cepas em circulação na capital. "Esse é um desafio grande, que impacta em vários sentidos: tanto pela vacinação, quanto pelos meios de enfrentamento. Por isso, o Ministério Público tem essa preocupação. Oficiamos a Secretaria de Saúde e vamos estar em reunião com eles para saber, de forma concreta, quais as medidas tomadas”, disse o coordenador da força-tarefa, Eduardo Sabo.

Na terça-feira (16/2), o Correio divulgou que a variante britânica havia chegado ao DF. A informação está no site oficial da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Apesar disso, a SES-DF disse não ter recebido a confirmação dos casos. No sábado (13/2), houve a identificação de dois pacientes do Entorno — em Luziânia (GO) e Valparaíso (GO) — infectados pela cepa britânica.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE