Protesto

Entregadores de aplicativo fazem manifestação contra aumento da gasolina

Manifestantes se reuniram no centro de Taguatinga, mas o ato acabou após a PMDF dispersar os motoristas

Ana Maria da Silva
postado em 20/02/2021 15:08
 (crédito: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press - 31/5/18)
(crédito: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press - 31/5/18)

Na manhã deste sábado (20/2), motoristas que fazem entregas por aplicativo fizeram filas para protestar contra o aumento do preço da gasolina. A manifestação reuniu os entregadores no centro de Taguatinga.

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) fez a dispersão dos motoristas, sob a justificativa de que não houve comunicação prévia sobre o protesto. De acordo com a corporação, o sindicato da categoria também não estava ciente. A manifestação durou de 5 a 10 minutos.

Preço do combustível

Na última quinta-feira (18/2), a Petrobrás anunciou mais um reajuste no preço dos combustíveis nas refinarias. A partir da última sexta-feira (19/2), o valor médio do litro da gasolina subiu para R$ 2,48, alta de 10,2%, após reajuste de R$ 0,23. O preço médio do diesel será de R$ 2,58, depois de aumento de R$ 0,34 por litro, uma elevação de 15%.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE