Formação

Programa de bolsas capacita profissionais para resolução de conflitos

O Bolsas Rotary pela Paz oferece mestrado e cursos profissionalizantes em universidades dos Estados Unidos, Austrália, Inglaterra, Japão, Suécia e Tailândia. As inscrições devem ser feitas até 15 de maio.

Jéssica Cardoso*
postado em 22/02/2021 17:00
 (crédito: Renata Bauab)
(crédito: Renata Bauab)

A organização humanitária Rotary Internacional, por meio do distrito 4.530, está com inscrições abertas para o programa Bolsas Rotary pela Paz. O valor oferecido cobre as mensalidades das universidades, além de hospedagem, transporte de ida e volta e todas as despesas com estágios e estudos de campo. Os interessados em fazer mestrado ou curso profissionalizante devem fazer as inscrições pelo site até 15 de maio.

“O objetivo do programa é preparar profissionais que venham a trabalhar pela busca da paz”, conta o coordenador do Bolsas Rotary pela Paz do distrito 4.530, que abrange o DF, Goiás e Tocantins. Francisco Schlabitz explica que o programa é voltado para pessoas que trabalham na área de resolução de conflitos, graduadas em qualquer curso superior.

Os candidatos devem ter inglês fluente, experiência em paz e desenvolvimento, além de compromisso com o voluntariado comunitário e internacional e com a promoção da paz em nível local e global. “Também é interessante que o participante tenha vivido no exterior por algum tempo em países que têm dificuldades, como México, Haiti e nações que fazem parte do continente Africano. Não é obrigatório, mas algo extremamente considerável”, ressalta Francisco.

Para o mestrado, o interessado deve ter de três a quatro anos de graduação e pelo menos três anos de experiência de trabalho na área de paz e desenvolvimento, em período integral. Com duração de um ano e meio e dois anos, o programa vai ocorrer nas universidades Duke University e University of North Carolina, dos EUA; International Christian University, do Japão; University of Bradford, da Inglaterra; University of Queensland, da Austrália; e Uppsala University, da Suécia. Cada instituição irá selecionar 10 candidatos.

“Em janeiro de 2022, os selecionados devem confirmar as matrículas junto à universidade. A viagem dos que vão para as universidades dos Estados Unidos, Japão, Inglaterra e Suécia vai ocorrer a partir de agosto do ano que vem. Já os candidatos selecionados para a universidade na Austrália só vão viajar no início de 2023”, explica o coordenador.

No caso do curso de aperfeiçoamento profissional, com três meses de duração, é necessário que o candidato tenha formação superior de, no mínimo, 10 anos. 50 candidatos serão selecionados para se especializaram na Chulalongkorn University, da Tailândia. “Os aprovados serão divididos em dois grupos: um que começa em maio de 2022 e outro em setembro”, esclarece Francisco.

Como funciona o programa

“Após a inscrição na plataforma, é muito importante que o candidato entre em contato pelo e-mail chicosch@gmail.com ou pelo telefone (61) 99988-6534”, alerta o coordenador do programa de Bolsas. Segundo Francisco, após o período de inscrição, será feita uma seleção virtual em Brasília em junho. “Depois, toda a documentação é analisada por um grupo de rotarianos mais os representantes das universidades até o final de outubro”, conta.

Desde o lançamento do programa, em 2002, mais de 1.400 pessoas se formaram nos Centros Rotary e estão trabalhando em cerca de 115 países na área educacional, policial, militar, em governos, ONGs e organizações internacionais como a ONU e o Banco Mundial. De acordo com o coordenador do programa de bolsas, cerca de 40 pessoas se formaram nos Centros no Brasil, sendo oito de Brasília. Mais informações sobre o programa Bolsas Rotary pela Paz estão disponíveis no site: https://www.rotary.org/pt/our-programs/peace-fellowships.

A Organização

O Rotary Internacional é um organização humanitária, constituída por 1,2 milhão de rotarianos que se filiam aos Rotary Clubs. São mais de 35 mil clubes no mundo, agrupados em distritos. De acordo com Francisco Schlabitz há 31 distritos no Brasil e o 4.530 é referente ao Tocantins, Goiás e o Distrito Federal.

Sendo uma organização dedicada à paz e à compreensão mundial, os Rotary Clubs operam em busca de combater doenças, fornecer água limpa e saneamento, cuidar da saúde de mães e filhos, apoiar a educação e favorecer o desenvolvimento econômico em diversos países.

  • Vivian Coelho, bolsista Rotary Pela Paz na International Christina University, de Tóquio, Japão, fazendo entrevista com presidiário para a sua tese de mestrado.
    Vivian Coelho, bolsista Rotary Pela Paz na International Christina University, de Tóquio, Japão, fazendo entrevista com presidiário para a sua tese de mestrado. Rotary/Divulgação
  • Bolsistas Rotary pela Paz, da Duke University, participando de uma convenção de Rotary com 25 mil pessoas em Toronto, Canadá.
    Bolsistas Rotary pela Paz, da Duke University, participando de uma convenção de Rotary com 25 mil pessoas em Toronto, Canadá. Daniela Schemerhorn
  • Bolsistas do Rotary Pela Paz na Chulalongkorn University, de Bangkok, Tailândia
    Bolsistas do Rotary Pela Paz na Chulalongkorn University, de Bangkok, Tailândia Maria Pilar Ramirez Argueta

*Estagiária sob supervisão de Nahima Maciel


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE