Pandemia

Covid-19: DF tem dobro de casos e 50% mais mortes, maiores registros do ano

Média móvel de casos aumentou 100% em relação a 14 dias atrás e o cálculo para mortes subiu 50% em comparação com 15 de fevereiro. Números de óbitos e de infectados em 24 horas também foram os maiores de 2021

Ana Isabel Mansur
postado em 01/03/2021 20:33
Com 2.142 novos infectados, o DF chegou a 298.836 contaminados pelo novo coronavírus -  (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
Com 2.142 novos infectados, o DF chegou a 298.836 contaminados pelo novo coronavírus - (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

Próximo ao colapso do sistema público de saúde e em meio a restrições mais rígidas de circulação, o Distrito Federal bateu recorde e registrou, nesta segunda-feira (1º/3), o maior número de casos e mortes pela covid-19 em 24 horas de 2021. Com 2.142 novos infectados, o DF chegou a 298.836 contaminados pelo novo coronavírus.

Do total, 283.885 (95%) são pacientes recuperados. Além das contaminações, a Secretaria de Saúde (SES-DF) confirmou mais 27 mortes nesta segunda (1º/3), chegando a 4.865 o total de vítimas da covid-19 na capital federal.

As médias móveis de casos e mortes pela doença também foram as maiores do ano. Nesta segunda-feira (1º/3), o cálculo de infectados chegou a 1.152, o dobro em relação ao verificado em 15 de fevereiro, duas semanas atrás. O boletim diário da SES-DF mostrou que o indicador para as mortes ficou em 14,14 — aumento de 50,1% na comparação com o resultado de 14 dias atrás.

A média móvel é resultado do cálculo diário das médias de casos e mortes dos últimos 14 dias. O cálculo é usado como critério de comparação para visualização das tendências relacionadas à pandemia.

Perfis

Das 27 mortes contabilizadas, sete ocorreram ontem. Duas vítimas moravam em Goiás e o restante era do Distrito Federal. As idades das pessoas variavam de 40 a 80 anos ou mais.

Apenas cinco pacientes não sofriam de nenhuma comorbidade. Uma pessoa morreu em casa e 16 pessoas faleceram em hospitais da rede pública do DF. O restante veio a óbito em hospitais particulares.

Ceilândia segue como a região administrativa com maior número de casos, com 32.568 registros de pessoas contaminadas. Em seguida, está o Plano Piloto, que tem 28.112 notificações da doença; Taguatinga fica em terceiro lugar, com 23.972 infectados pelo novo coronavírus.

Quanto ao número total de mortes, Ceilândia também lidera a lista, com 828 óbitos, um a mais do que o total de domingo. Em seguida, aparecem Taguatinga (487) e Samambaia (369), que registraram, cada uma, quatro mortes em 24 horas.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE