pandemia

Covid-19: DF tem 98% dos leitos de UTI adulto ocupados nesta quinta

De acordo com a Sala de Situação da Secretaria de Saúde, a capital tem taxa de ocupação total de 95,09% dos leitos na rede pública. Há mais de 150 pessoas na fila de espera com suspeita ou confirmação da doença

Correio Braziliense
postado em 11/03/2021 12:49 / atualizado em 12/03/2021 10:23
 (crédito: Breno Esaki/Agencia Saude)
(crédito: Breno Esaki/Agencia Saude)

O Distrito Federal registrou, na manhã desta quinta-feira (11/3), taxa de ocupação de 98,88% de leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) adultos para covid-19 nos hospitais da rede pública. As informações foram divulgadas na Sala de Situação da Secretaria de Saúde (SES-DF), por volta das 8h10.

Na quarta-feira (10/3), o Distrito Federal atingiu 100% de ocupação dos leitos de UTI para adultos. Segundo a pasta, a taxa total é de 95,09%. De acordo com os dados da Sala de Situação, do total de 296 leitos para o tratamento da doença, 271 estão ocupados, 14 vagos e 11 bloqueados.

Conforme a Saúde, a capital federal tem 216 pacientes aguardando na fila de espera por um leito de UTI. Desse total, há 154 pessoas com suspeita ou confirmação do novo coronavírus.

Na rede privada, por volta das 7h10, dos 298 leitos reservados para pessoas diagnosticadas com a covid-19, 282 estavam ocupados na tarde desta quarta, 15 vagos e um bloqueado. A taxa de ocupação de leitos de UTIs adultos é de 95,25% e pediátrico, de 50% da capacidade.

Liberação de leitos

Devido à superlotação de pessoas em hospitais da capital, o governo do Distrito Federal (GDF) pretende abrir três novos hospitais de campanha para o tratamento de pacientes contaminados pela covid-19. Cada unidade terá até 100 leitos, podendo chegar a 300 novos.

De acordo com o governador Ibaneis Rocha (MDB), as unidades serão instaladas em Santa Maria, no Gama e no Ginásio Nilson Nelson, no Eixo Monumental. O prazo de execução estipulado pelo GDF para a montagem de cada hospital é de 20 dias e o investimento ficou em R$ 36 milhões.

Nesta quinta, o governo pretende liberar mais 30 leitos de UTI no Distrito Federal.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE