CONTRAVENÇÃO PENAL

Polícia prende mulher que negociava apostas do jogo do bicho em Vicente Pires

Presa em flagrante, suspeita de 31 anos confessou a prática ilícita. Com ela, Polícia Civil apreendeu uma máquina de apostas, bilhetes de jogos e R$ 667 em espécie

Correio Braziliense
postado em 29/04/2021 01:00 / atualizado em 29/04/2021 01:02
Acusada disse que havia herdado ponto de apostas do pai, que morreu há pouco mais de um ano -  (crédito: PCDF/Divulgação)
Acusada disse que havia herdado ponto de apostas do pai, que morreu há pouco mais de um ano - (crédito: PCDF/Divulgação)

Policiais civis da 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires) prenderam em flagrante, nessa quarta-feira (28/4), uma mulher de 31 anos considerada responsável por um negócio de jogo do bicho na Rua 8 de Vicente Pires. Os investigadores receberam uma denúncia anônima e, antes da prisão, conseguiram registrar em vídeo o momento em que um jogador fazia uma aposta com a suspeita.

Após guardar o valor do jogo, policiais abordaram a suspeita, que confessou a prática. Ela relatou aos policiais que o ponto de apostas pertencia ao pai dela, que morreu há pouco mais de ano. A acusada assumiu a atividade seis meses atrás e ficava com 15% do valor da vendas de cartelas. Na hora da abordagem, os agentes encontraram R$ 667 com a mulher.

Os investigadores apreenderam a quantia em dinheiro, uma máquina de apostas e os bilhetes do jogos. Negociar apostas por meio do jogo do bicho é considerado contravenção penal e pode resultar em prisão de de quatro meses a um ano. A suspeita acabou liberada após assinar um termo de compromisso de comparecimento em juízo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE