APREENSÃO

Polícia Federal apreende R$ 370 mil em mala no Aeroporto de Brasília

Dinheiro estava escondido com uma passageira que ia para Belém e fez conexão na capital

Luana Patriolino
postado em 07/05/2021 21:59
 (crédito: Divulgação/PF)
(crédito: Divulgação/PF)

Uma mala com R$ 370 mil foi apreendida pela Polícia Federal, nesta sexta-feira (7/5), no Aeroporto Internacional de Brasília. A apreensão aconteceu após uma ação conjunta da PF e da Receita Federal do Brasil.

Segundo a polícia, a dona da mala tem 26 anos e é natural de Belém (PA). Ela estava em um voo que vinha de São Paulo, com destino à capital paraense, e fez conexão em Brasília. A mulher não apresentou documentos que comprovassem a origem do dinheiro. A Polícia Federal analisa a eventual ocorrência de crime de lavagem de capitais.

O que diz a lei

O advogado Karlos Gad Gomes, especialista em direito penal, explica que é necessária uma apuração da PF para verificar a origem do dinheiro. No entanto, todo cidadão brasileiro é livre para andar com seus bens dentro do território nacional. “Porém, uma quantia dessa não é usual, então, foi apreendida para investigar possíveis crimes”, pondera.

Sobre uma eventual prisão da passageira, só seria possível caso fosse comprovado o crime de lavagem de dinheiro, conforme a lei Nº 9.613/1998. “Ela não pode ser presa, pois não há flagrante. Mas ela deverá explicar e provar a origem do dinheiro numa investigação formal. Caso seja comprovado o crime de lavagem de capitais, a mulher pode incorrer numa pena de 3 a 10 anos — que é o crime de ocultar ou simular a origem ilícita de bens. Se ela fizer parte de uma organização criminosa, a pena pode ser aumentada”, explica Gomes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE