Sistema prisional

Juíza autoriza visitas presenciais no Complexo Penitenciário da Papuda

Medida de suspensão foi tomada em fevereiro. Pessoas do grupo de risco não poderão entrar no presídio

Darcianne Diogo
postado em 13/05/2021 23:12
 (crédito: Bruno Peres/CB)
(crédito: Bruno Peres/CB)

A juíza titular da Vara de Execuções Penais (VEP), Leila Cury, autorizou a retomada das visitas presenciais no Complexo Penitenciário da Papuda. Em decisão assinada nesta quinta-feira (13/5), a magistrada elencou uma série de regras a serem seguidas pelos visitantes. Uma delas é a entrada da retirada de uma senha de um visitante por pessoa presa.

As visitas presenciais foram suspensas no final de fevereiro em decorrência do aumento acelerado do número de casos da covid-19 na capital. Todos os presídios da Papuda estão contemplados com a nova decisão, exceto o Centro de Detenção Provisória I (CDP I), que continuará na modalidade virtual por até 45 dias, e o CDP II, unidade que faz a triagem dos recém-chegados da Divisão de Controle e Custódia de Presos (DCCP).

Conforme prevê a nova decisão, está proibida a entrada de visitantes que integram o grupo de risco. Nesse caso, esse público só poderá ingressar no presídio caso comprove ter tomado as duas doses de vacinas para a covid-19 há mais de 14 dias, sendo obrigatória a apresentação do cartão de vacina.

O preso e o familiar deverão manter distância mínima de 2 metros. Além disso, os encontros terão duração de uma hora, começando às 9h. O contato físico está proibido, bem como o acesso aos banheiros do pátio. A mudança começa a valer a partir desta quinta-feira (13/5).

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE