CORONAVÍRUS

Covid-19: vacinação de pessoas com 59 anos começa nesta segunda; confira locais

Moradores do Distrito Federal que agendaram atendimento começam a receber as doses do imunizante contra a covid-19 a partir das 8h de hoje. Com chegada de novas doses, Secretaria de Saúde espera ampliar a campanha para pessoas com 58 anos nesta semana

Samara Schwingel
Edis Henrique Peres
postado em 07/06/2021 06:00 / atualizado em 07/06/2021 08:10
Mantido o atual planejamento do GDF, serão necessárias 42 semanas para imunizar todas as pessoas com mais de 18 anos -  (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press                 )
Mantido o atual planejamento do GDF, serão necessárias 42 semanas para imunizar todas as pessoas com mais de 18 anos - (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press )

A partir das 8h de hoje, o primeiro grupo da população geral começa a ser vacinado contra a covid-19 no Distrito Federal. Pessoas com 59 anos puderam agendar o atendimento desde sexta-feira (4/6) e tinham 18 mil vagas à disposição. O prazo para agendamento dessa parcela da população termina nesta segunda-feira (7/6), e quem não se programou deverá aguardar a próxima abertura de vagas. O Executivo local espera avançar e ampliar a campanha para pessoas com 58 anos ainda nesta semana.

O Comitê de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19 do DF planeja diminuir as faixas etárias contempladas pela campanha a cada semana. Interlocutores da Secretaria de Saúde (SES-DF) afirmam que essa expectativa considera a nova política de atendimento adotada pelo governo que estabelece um prazo de cinco dias para as pessoas que, por algum motivo, não comparecerem na data marcada, sejam vacinadas. Quem não procurar atendimento neste intervalo de dias perde o agendamento e a dose reservada — que será remanejada para novos grupos.

Caso a previsão seja mantida e ocorra sem alterações, o DF levaria 42 semanas — um ano tem 52 — para alcançar as pessoas com 18 anos. O infectologista Hemerson Luz avalia que este tempo é muito longo, mas espera que o planejamento seja antecipado. “Isso é um planejamento, nada impede que seja antecipado ou atrasado. Mas deve ser afetado positivamente com a maior produção de vacinas e a autorização de novos fabricantes para enviarem doses ao Brasil”, considera.

Além das pessoas com 59 anos, os portadores de comorbidades a partir de 18 anos e os deficientes não cadastrados no Benefício de Prestação Continuada (BPC) podem agendar a vacinação. Basta acessar o site vacina.saude.df.gov.br e selecionar o local, a data e o horário preferido entre os disponíveis. Hoje, terá continuidade o atendimento dos aeroportuários. Cerca de 500 profissionais serão imunizados na Unidade Básica de Saúde 2 do Guará.

Até o momento, o DF recebeu mais de 1,3 milhão de doses de imunizantes e aplicou 685,9 mil como primeira dose e 328 mil como reforço. No domingo (6/6), foram 2.630 e 47 aplicações de cada, respectivamente. O Ministério da Saúde sinalizou à Secretaria de Saúde que há a previsão de que a capital federal receba mais imunizantes nesta quarta-feira, mas não antecipou o quantitativo nem como as doses deverão ser direcionadas.

Fim de semana

Durante o fim de semana, a campanha de vacinação ocorreu em seis pontos da cidade. Nesse domingo (6/6), o drive-thru do Mané Garrincha recebeu cerca de 400 pessoas. A informação é de Vânia Virtebo, coordenadora da aplicação de doses da unidade. O local é destinado para a vacinação contra a gripe e, nos fins de semana, aos imunizantes contra a covid-19. Silvana Santos Carneiro, 53 anos, dona de casa e moradora de Cruzeiro Velho, foi uma das pacientes que se vacinou devido a comorbidades. “Vi muita gente querendo escolher como ia ser vacinado, mas não vou rejeitar nenhuma dose, a que vier para o meu braço é muito bem-vinda”, declarou.

O motorista de ônibus Valdir Correia Chaves, 46 anos e morador de São Sebastião, aproveitou o agendamento da vacina e foi de bicicleta para o drive-thru do estádio. “São mais ou menos 27km, eu levei uma hora para chegar aqui. Mas foi muito bom fazer esse exercício e ainda mais sabendo que serei vacinado. Toda a nossa categoria estava ansiosa por isso”, contou.

Valdir não foi o único rodoviário a garantir a imunização: Jeilson Costa, 45, morador do Itapoã e motorista de ônibus, vacinou-se, mas lamentou a morte de colegas de profissão pela doença. “Até que enfim os rodoviários foram incluídos, pois estávamos muito expostos esse tempo todo. Tomei todas as medidas de prevenção. Graças à proteção divina, não cheguei a pegar a doença, mas vários colegas que trabalhavam comigo tiveram covid-19 e alguns não resistiram”, lamentou.

  • Silvana Santos Carneiro, 53 anos, dona de casa e moradora de Cruzeiro Velho foi uma das pacientes que se vacinou devido à pressão alta.
    Silvana Santos Carneiro, 53 anos, dona de casa e moradora de Cruzeiro Velho foi uma das pacientes que se vacinou devido à pressão alta. Ed Alves/CB/D.A Press
  • O motorista de ônibus Valdir Correia Chaves, 46 anos e morador de São Sebastião, aproveitou o agendamento da vacina e foi de bicicleta para o drive-thru do estádio.
    O motorista de ônibus Valdir Correia Chaves, 46 anos e morador de São Sebastião, aproveitou o agendamento da vacina e foi de bicicleta para o drive-thru do estádio. Ed Alves/CB/D.A Press

Confira a lista de locais de atendimento:

 

Águas Claras

Faculdade Unieuro (só drive-thru)

 

Asa Norte

UBS nº 2 — EQN 114/115, Área Especial

 

Asa Sul

UBS nº 1 — SGAS 612, Lotes 28/29

 

Brazlândia

UBS nº 1 — EQ 6/8, Lote 3, Setor Norte

 

Candangolândia

UBS nº 1 — EQR 5/7, Área Especial 1

 

Ceilândia

UBS nº 3 — QNM 15, Bloco C3, Ceilândia Sul

UBS nº 5 — QNM 16, Módulo F, Ceilândia Norte (só drive-thru)

UBS nº 7 — EQNO 10, AE D/E, Setor O

UBS nº 16 — SHSN, Trecho 1, Etapa 1, Qd. 500, AE 2

UBS nº 17 — QNP 16/20, Setor P Sul

 

Cruzeiro

UBS nº 2 — Setor Escolar, Lote 4, Cruzeiro Velho

 

Estrutural

UBS nº 2 — Quadra 18, Área Especial (antigo prédio do TRE)

 

Gama

Estacionamento Bezerrão, Setor Central (só drive-thru)

UBS nº 1 — Entrequadra 6/12

UBS nº 3 — E/Q 3/5, Área Especial, Setor Leste

UBS nº 5 — Área Especial, Lote 38, Setor Central, Lado Leste

 

Guará

UBS nº 1 — QE 6, Lote C, Área Especial S/N, Guará 1

UBS nº 2 — QE 23, Lote C, Área Especial S/N, Guará 2 (inclui drive-thru)

UBS nº 3 — QE 38, Área Especial S/N, Guará 2

UBS nº 4 — QELC, EQ2/3, Conjunto Lucio Costa

 

Itapoã

Praça do Direitos — Quadra 203

 

Jardins Mangueiral

Associação dos Amigos do Jardins Mangueiral — QC 14 (só drive-thru)

 

Lago Norte

Shopping Iguatemi (só drive-thru)

UBS nº 1 — SHIN, QI 3, Área Especial

 

Lago Sul

Policlínica — Setor de Habitações Individuais Sul, QI 21 (só drive-thru)

 

Núcleo Bandeirante

UBS nº 1 — 3ª Avenida, Área Especial nº 3

 

Paranoá

Praça Central S/N, Lote 1, ao lado da Administração Regional

 

Parque da Cidade

Estacionamento 13 (só drive-thru)

Estacionamento 12 (só drive-thru)

 

Planaltina

Casa de Vivência — NS01, Área Especial 9, SRL Planaltina

UBS nº 5 — Quadra 12 D, Conj. A, Área Especial (inclui drive-thru)

 

Riacho Fundo 1

UBS nº 1 — QN 9, Área Especial 11 (só drive-thru)

 

Riacho Fundo 2

UBS nº 1 — QC 6, Conjunto 16, Área Especial, Lote 1

UBS nº 2 — QC 1, Conjunto 10, Lote 1

 

Samambaia

UBS nº 2 — QS 611, AE 2

UBS nº 7 — Qd. 3020, Cj. 5, Lote 1

 

Santa Maria

Igreja Assembleia de Deus — QR 207/307, Conjunto T, Área Especial

UBS nº 2 — EQ 217/317, Área Especial, Lote E

UBS nº7 — Av. Brigadeiro Pinto de Moura, S/N, Santos Dumont (só drive-thru)

 

São Sebastião

UBS nº 2 — TRE, Qd. 101, Conj. 2, Lote 1, Residencial Oeste

Ginásio São Bartolomeu — Quadra 2, Conj. 3, Lote 4

 

Setor Militar Urbano (SMU)

Praça dos Cristais (só drive-thru, das 18h às 22h30)

 

Sobradinho 1

UBS nº 1 — Quadra 14, Área Especial 22/23 (inclui drive-thru)

 

Sobradinho 2

UBS nº 2 — DF-420, Setor de Mansões (inclui drive-thru)


Taguatinga

UBS nº 1 — QNG, AE 18/19

UBS nº 5 — Setor D Sul, AE 23

Tira-dúvidas

A vacina contra a covid-19 é segura?
Sim. As vacinas adotadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) cumpriram todas as fases, seguiram critérios científicos rígidos e o uso emergencial delas recebeu autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Sou alérgico a alguns componentes químicos. Posso tomar a vacina?
Todas as vacinas disponíveis para aplicação no Brasil têm na bula as contraindicações. Condições de possíveis hipersensibilidade são indicadas nas vacinas, assim como nos medicamentos. Cada pessoa deve saber se tem alguma e informá-las à equipe de saúde antes da aplicação.

Senti mal-estar após tomar a vacina. Devo procurar atendimento médico?
Incômodos no local da aplicação e mal-estar como dores de cabeça ou febre são alguns dos sintomas registrados em pacientes nas primeiras 24 horas após a dose. Indisposições mais graves e constantes devem ser comunicadas à equipe do posto de atendimento, para que o Ministério da Saúde seja informado e acione o laboratório de fabricação.

Errei um dado no cadastramento. Como corrigir?
Pessoas que erraram alguma informação na hora de fazer o cadastro podem corrigi-las pelo site vacina.saude.df.gov.br. Uma tela de correção está disponível para alterações no cadastro. É preciso ter em mãos os números do CPF e do código de cadastramento. A mudança só vale para quem ainda não marcou a data de receber a vacina.

Fontes: Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) e Ministério da Saúde

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE