Caso Lázaro

Cadela que atuou na tragédia de Brumadinho chega para auxiliar na caçada a Lázaro

A cadela Cristal é treinada para farejar o cheiro de pessoas vivas ou mortas pelo ar. Ou seja, não é necessário algum objeto, como uma roupa, para que ela sinta o odor e identifique algum vestígio

Darcianne Diogo
postado em 20/06/2021 08:42 / atualizado em 20/06/2021 11:07
Cristal tem seis anos e possui experiência em achar pessoas vivas e mortas -  (crédito: Minervino Junior/CB/DA Press)
Cristal tem seis anos e possui experiência em achar pessoas vivas e mortas - (crédito: Minervino Junior/CB/DA Press)

Cristal, a cadela da raça border collie que atuou nas buscas pelas vítimas de Brumadinho — o rompimento da barragem em Minas Gerais, ocorrido em 25 de janeiro de 2019 matando 270 pessoas — atuará nas buscas por Lázaro Barbosa Sousa, 32 anos. 

Cristal tem 6 anos e é treinada para farejar o cheiro de pessoas vivas ou mortas pelo ar. Ou seja, não é necessário algum objeto, como uma roupa, para que ela sinta o odor e identifique algum vestígio. Em Brumadinho, a cadela atuou entre 26 de janeiro e 4 de fevereiro de 2019.

A cadela já está no distrito de Girassol, Cocalzinho (GO), e às 9h47, saiu com os militares para farejar Lázaro, apontado pela Polícia Civil do Distrito Federal de ter matado quatro pessoas de uma mesma família na área rural de Ceilândia, no DF; balear três em Cocalzinho e fazer reféns por onde passa.

Além de Cristal, que vem de Anápolis (GO), outros dois labradores de Luziânia (GO), um macho e uma fêmea, também atuarão nas buscas por Lázaro. Os dois têm cerca de três anos, segundo informou o Corpo de Bombeiros Militar de Goiás.  

Já são 12 dias de buscas pelo homem que vem aterrorizando moradores do DF e de Goiás. A operação, que envolve 270 policiais civis, militares, federais e rodoviários federais, se concentra no distrito de Girassol, povoado de Edilândia e em Cocalzinho, em Goiás. A suspeita é de que Lázaro esteja escondido na mata da região.

Intensificação

A polícia reforçou, neste fim de semana, os bloqueios nas estradas que ligam Cocalzinho (GO) a outras cidades. Veículos que passavam próximo ao local das buscas por Lázaro Barbosa, 32 anos, são parados e, alguns, revistados.

O agente preferiu não se identificar, relatou ao Correio que grande parte dos motoristas deixa a área rural dos municípios de Girassol e de Edilândia devido ao medo do foragido. Outra ação recorrente é a migração para as áreas mais urbanas, devido à melhora no sinal de telefone. Para ele, há risco de Lázaro obrigar morotistas a levá-lo no porta-malas durante a fuga. 

Lázaro é investigado por uma série de crimes. Em um deles, no ano passado, ele deixou um idoso em estado vegetativo durante um assalto em Santo Antônio do Descoberto (GO). É acusado, ainda, de cometer um duplo homicídio na Bahia, cometer roubos e estupros.

  • Cristal tem seis anos e possui experiência em achar pessoas vivas e mortas
    Cristal tem seis anos e possui experiência em achar pessoas vivas e mortas Minervino Junior/CB/DA Press
  • Junto com Cristal, outros cachorros também foram levados para a busca
    Junto com Cristal, outros cachorros também foram levados para a busca Minervino Junior/CB/DA Press
  • Buscas por Lázaro Barbosa duram 12 dias
    Buscas por Lázaro Barbosa duram 12 dias Minervino Junior/CB/DA Press
  • Cachorra Cristal, que atuou nas buscas de Brumadinho, vai participar de operação em buscas por lázaro
    Cachorra Cristal, que atuou nas buscas de Brumadinho, vai participar de operação em buscas por lázaro Minervino Junior/CB/DA Press

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE