Caçada

Não tenho medo, diz caseiro de Girassol que trocou tiros para evitar invasão

A polícia ainda não sabe se o invasor era Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos. Segundo o caseiro, após a troca de tiros, quem tentava invadir a região fugiu

Samara Schwingel
postado em 23/06/2021 11:02
Caseiro diz que não pretende sair da região, onde mora desde que nasceu -  (crédito: Minervino Junio / CB / DA Press)
Caseiro diz que não pretende sair da região, onde mora desde que nasceu - (crédito: Minervino Junio / CB / DA Press)

Na manhã desta quarta-feira (23/6), forças de segurança que atuam nas buscas por Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, voltaram à chácara que quase foi invadida na noite de terça-feira (22/6). O caseiro, 54 anos, pediu para não ser identificado e contou que trocou tiros com um possível invasor. Ele afirmou não ter medo de uma nova invasão.

A polícia ainda não sabe se o invasor era Lázaro Barbosa. O foragido segue em fuga há 15 dias e invadiu outras residências na região de Girassol, distrito de Cocalzinho de Goiás. “Não penso em sair daqui, não tenho medo”, afirmou o caseiro.

A troca de tiros ocorreu por volta das 20h40 de terça-feira (22/6). “Estava escuro e eu ouvi alguém tentando abrir a porta, batendo o pé na porta. Dei um tiro e acendi a luz. Quando fiz isso, a pessoa fugiu”, completa o caseiro. Ele não chegou a ter contato visual com quem tentava invadir a propriedade.

“Estávamos a cerca de 50m de distância um do outro, não sei se ele queria me atingir, mas ele deu tiro”, disse o homem. Apesar do susto, o caseiro reforça que gosta da região, lugar onde mora desde que nasceu.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE