Energia

Neoenergia orienta economia para reduzir impactos nas contas de luz

Nesta terça-feira (29/6), a Aneel informou a elevação do valor de R$ 6,24 para R$ 9,49 para cada 100 kWh consumidos. A medida passa a velar a partir do dia 1º de julho

Correio Braziliense
postado em 30/06/2021 14:39
Com o aumento na tarifa da bandeira vermelha 2, a Neoenergia orienta economia de energia para reduzir impactos nas contas de luz -
Com o aumento na tarifa da bandeira vermelha 2, a Neoenergia orienta economia de energia para reduzir impactos nas contas de luz -

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou, nesta terça-feira (29/6), um reajuste de 52% no valor da bandeira tarifária vermelha 2. Com o aumento, a taxa subiu de R$ 6,24 para R$ 9,49 a cada 100 kWh consumidos. A medida começa a valer a partir desta próxima quinta-feira (1º/7). Segundo a agência, o motivo para a mudança na tarifa está relacionado ao período de estiagem no Brasil, o que impactou diretamente a geração de energia nas hidrelétricas.

Em nota, a Neoenergia Distribuição Brasília faz orientações para os seus clientes a evitarem o desperdício de energia por meio de ações simples no dia a dia. Entre as recomendações estão manter lâmpadas desligadas quando não estiver no ambiente, retirar os aparelhos da tomada sempre que não estiver utilizando e utilizar a luz natural nos cômodos sempre que possível, abrindo portas e janelas.

Outra dica da companhia de energia está relacionada à escolha das lâmpadas. “Quando for escolher as lâmpadas, o consumidor deve preferir os modelos mais econômicos, que são as de LED, capazes de proporcionar uma economia de até 78% se comparada com as halógenas, que substituíram as incandescentes, e 40% em relação às fluorescentes compactas”, destaca.

Mais dicas

A Neoenergia recomenda também:

- Ao comprar eletrodomésticos, a orientação é optar pelos modelos mais eficientes, que apresentam o Selo Procel ou que tenham a classificação de consumo de energia “A” estabelecida pelo Inmetro.

- É importante comparar o consumo descrito na etiqueta, pois pode haver variação de uma marca para outra.

- No caso da geladeira, durante o uso, deve-se evitar deixar a porta aberta por mais tempo que o necessário e não colocar alimentos quentes dentro do refrigerador nem secar roupas e panos na parte de trás.

- Para economizar no banho, é recomendável passar menos tempo, desligar a torneira enquanto se ensaboam e deixar o chuveiro na posição “verão”.

- Quando não estiver usando o ar-condicionado no inverno, por exemplo, é recomendado desligar no disjuntor do quadro geral de energia, pois o stand-by também consome energia.

- Deve-se atentar para o uso de micro-ondas para descongelar alimentos.

Tarifa Social

Para as família de baixa renda, há um descontos de até 65% na conta de luz por meio da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE). São beneficiados aqueles que têm inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e que tenham renda familiar mensal por pessoa menor ou igual a meio salário mínimo.

De acordo com a Neoenergia, em relação ao Distrito Federal, a companhia faz a inscrição de forma proativa. Caso o CPF que aparece na fatura não for o mesmo que o do representante da família no cadastro nacional, é necessário solicitar a inclusão. O pedido deve ser feito através da agência virtual da distribuidora de energia. Para mais informações, basta acessar o site da Neoenergia.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE