PANDEMIA

Covid-19: DF registra mais 1.043 casos da doença e 10 mortes neste sábado

Com as novas ocorrências, capital federal acumula 459.095 infecções e 9.802 óbitos desde o início da pandemia

Luana Patriolino
postado em 14/08/2021 18:22 / atualizado em 14/08/2021 22:56
A maior letalidade por faixa etária está no grupo de 80 ou mais -  (crédito: TARSO SARRAF/AFP)
A maior letalidade por faixa etária está no grupo de 80 ou mais - (crédito: TARSO SARRAF/AFP)

Os casos de covid-19 voltaram a crescer no Distrito Federal. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde do DF, foram 1.043 novas infecções nas últimas 24 horas. A pasta também contabilizou 10 mortes neste sábado (14/8) em decorrência da doença. Com as ocorrências, a capital acumula 459.095 casos do novo coronavírus e 9.802 óbitos.

Das últimas vítimas notificadas, uma tinha entre 30 e 39 anos de idade; duas de 40 a 49; duas de 50 a 59; uma tinha entre 60 e 69 anos; duas de 70 a 79; e duas 80 ou mais. As comorbidades foram notificadas em seis pessoas. Os agravantes verificados foram: obesidade; imunossupressão; distúrbios metabólicos; cardiopatia; e outros.

Ceilândia continua sendo a região administrativa com maior número de infecções pela covid-19. Desde o início da pandemia, foram 50.447 casos na cidade. Em seguida, estão Plano Piloto (45.190), Taguatinga (36.156) e Samambaia (25.408).

Letalidade x mortalidade

Segundo a Saúde, a letalidade do Distrito Federal é de 2,2% enquanto a taxa de mortalidade é de 293,5 por 100 mil habitantes. A maior letalidade por faixa etária está no grupo de 80 ou mais, assim como o índice de mortalidade.

O termo “taxa de mortalidade” é usado para analisar o impacto de uma doença ou condição em toda a população de uma região. Ou seja, relativa à proporção de mortes em relação a todos os casos de pessoas infectadas (diagnosticadas ou não). Já a letalidade avalia o número de óbitos em relação às pessoas que apresentam a doença ativa, e não em relação à população toda, ou seja, mede a porcentagem de pessoas infectadas que morrem.

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE