ACESSIBILIDADE

Escola de Governo do Distrito Federal abre turmas para curso de Libras

Inscrições estão abertas para duas turmas do módulo básico, ambas com carga de 60 horas. Objetivo da proposta é qualificar servidores públicos para atender população com deficiência auditiva. Matrículas terminam na quarta-feira (25/8)

Correio Braziliense
postado em 18/08/2021 18:37 / atualizado em 18/08/2021 19:32
 (crédito: Renato Araújo/Agencia Brasília)
(crédito: Renato Araújo/Agencia Brasília)

A Escola de Governo do Distrito Federal (Egov) abriu inscrições nos cursos de Língua Brasileira de Sinais (Libras), para servidores e empregados públicos da Administração Direta e Indireta, além de militares das forças do DF. Serão duas novas turmas do módulo básico.

As atividades têm carga de 60 horas, e o objetivo da proposta é garantir à população com deficiência auditiva acesso às políticas públicas, por meio da qualificação de servidores para se comunicarem em Libras. As inscrições vão até quarta-feira (25/8), no site da Egov.

Os cursos têm o objetivo de operacionalizar o uso das Libras no atendimento aos cidadãos. A Lei nº 10.436/2002 reconhece a Língua Brasileira de Sinais segundo como meio legal de comunicação, o que implica a institucionalização do uso e da difusão dela.

A proposta prevê a consolidação de políticas públicas inclusivas. Atualmente, a comunicação por Libras é obrigatória só em alguns serviços públicos do DF, segundo a diretoria da Egov.

A capital federal tem cerca de 104,8 mil pessoas com algum tipo deficiência auditiva. No entanto, esse total consta nos dados do Censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e, portanto, carecem de atualização.

Com informações da Escola de Governo do Distrito Federal (Egov)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE