Crime

Homem é condenado por tentativa de homicídio em briga de trânsito

Crime aconteceu há 22 anos; mas o acusado foi levado a júri na última quinta (30/9). Felipe Augusto foi denunciado pelo MPDFT por ter desferido golpes de faca contra a vítima

Correio Braziliense
postado em 01/10/2021 10:14 / atualizado em 01/10/2021 10:14
 (crédito: REPRODUÇÃO)
(crédito: REPRODUÇÃO)

O Tribunal do Júri de Brasília condenou, após mais de 22 anos do crime, Felipe Augusto Monteiro Vaz de Mello por tentativa de homicídio, após uma briga de trânsito, na Asa Norte. O réu foi sentenciado a oito anos de reclusão, em regime inicialmente semiaberto.

Felipe Augusto foi denunciado pelo MPDFT por ter desferido golpes de faca contra a vítima, em 26 de março de 1999, e só foi levado a julgamento pelo júri popular na última quinta-feira (30/9).

De acordo com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), durante todo esse período houve inúmeros incidentes processuais e paralisações injustificadas do processo, mas o órgão atuou para manter a regularidade do andamento processual e garantir o julgamento perante o Tribunal do Júri.

Servidora é atropelada no Lago Sul

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) denunciou, na noite de 7 de setembro, o advogado Paulo Ricardo Milhomem, 37 anos, pela tentativa de assassinato contra a servidora pública Tatiana Matsunaga, 40. Em 25 de agosto, após uma discussão no trânsito, ele a atropelou em frente à casa dela, depois de perseguir a vítima por quase 3km. O crime ocorreu na QI 15 do Lago Sul.

Tatiana Matsunaga, 40, deixou a unidade de terapia intensiva (UTI) do hospital particular onde está internada na última sexta-feira (24/9). Segundo familiares, ela se recupera em um quarto.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE