Obituário

Morre, aos 89 anos, Yolanda Oliveira, pioneira de Brasília

A filha, Eliane Oliveira, comunicou a morte da mãe pelas redes sociais. Yolanda deixa três filhos

Correio Braziliense
postado em 29/10/2021 16:53 / atualizado em 29/10/2021 19:44
Yolanda Oliveira, pioneira em Brasília, morreu na madrugada desta sexta-feir (29/10) aos 89 anos. -  (crédito: Reprodução/Redes Sociais)
Yolanda Oliveira, pioneira em Brasília, morreu na madrugada desta sexta-feir (29/10) aos 89 anos. - (crédito: Reprodução/Redes Sociais)

Morreu, na madrugada desta sexta-feira (29/10), a pioneira Yolanda Oliveira, aos 89 anos. Em postagens nas redes sociais, a filha Eliane Oliveira comunicou o a morte da mãe em uma homenagem à pioneira. Moradora da Asa Norte, Yolanda teve uma infecção hospitalar, após passar por um procedimento de reposição de potássio, e não resistiu. A pioneira chegou a ter alta, mas precisou ser internada na Unidade de Terapia Intensiva.

“Aconteceu o que eu mais temia, o que me fazia chorar só de pensar. Você partiu. Você se foi no fim desta madrugada após dias e noites de ansiedade, tristeza, alegria e esperança (quando tudo começava a melhorar). E agora esse aperto no peito. Sentimos tanto, mãe!”, publicou a filha.

Segundo a Eliane, Yolanda era luz e aconchego, além de sábia e inteligente. A pioneira nasceu no interior de Minas Gerais, na cidade de Espinosa, e depois veio para Brasília, um ano antes da inaguração da capital federal.

Yolanda ficou viúva ainda jovem, em 1977, e criou os quatro filhos com muito esforço. De acordo com Eliane, a mãe enfrentou, poucos anos após perder o marido, o falecimento de uma das filhas, Maria Esmeralda. A pioneira deixa três filhos, Eliane, Ricardo e Maria Elise, além de quatro netos e dois bisnetos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE