Poder Executivo

GDF repassa R$ 20 milhões para projetos que atendem crianças e adolescentes

Dinheiro do Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente foi entregue para 21 instituições selecionadas para executar ações de promoção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes do DF

Renata Nagashima
postado em 22/11/2021 15:03
 (crédito: Arthur de Souza)
(crédito: Arthur de Souza)

Organizações da sociedade civil vão receber mais de R$ 20 milhões do Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente (FDCA/DF) para que possam executar projetos voltados ao atendimento de mais de 15 mil meninas e meninos do Distrito Federal. O valor foi repassado durante uma cerimônia simbólica no Salão Branco do Palácio do Buriti, na manhã desta segunda-feira (22/11).

O vice-governador do DF, Paco Britto destacou os avanços do governo na área social com pessoas em situação de vulnerabilidade social. “Enfrentamos uma pandemia que não acabou e, além de garantir hospital e vacinas, esse governo não deixou as demais áreas ficarem estagnadas. Hoje, são R$ 20 milhões investidos para promover qualidade de vida e financiar projetos que atendam crianças e adolescentes, isso também é um investimento no futuro do DF”, apontou.

No total, 21 instituições, selecionadas por meio de Edital de Chamamento Público, estarão presentes na solenidade para formalizar parceria com Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) e o Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente (CDCA), responsável pela gestão do fundo.

A secretária de Estado de Justiça e Cidadania do DF, Marcela Passamani, destacou que essa destinação é um feito histórico no Distrito Federal e mostra o compromisso do GDF com o atendimento de toda a população carente. “Essa não foi a única entrega. Fizemos também um repasse de R$10 milhões para  a reforma e a compra de um aparelho para o Hospital da Criança (onde as gêmeas Mel e Lis passaram por cirurgia de separação do crânio). Isso mostra o nosso compromisso com o fundo que faz grande diferença na vida dessas pessoas”, aponta.

Marcela ressaltou, ainda, a importância da parceria entre o governo e a sociedade civil. “Essa união é fundamental para alcançar tantas pessoas que precisam. As instituições serão orientadas e acompanhadas para atender da melhor forma possível cada criança e adolescente”, disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE