Violência

Feminicídio: acusado de matar ex-mulher a facadas é condenado a 38 anos de prisão

Necivânia Eugênio de Caldas foi morta pelo marido Francisco Dias Borges em frente ao filho

Correio Braziliense
postado em 27/11/2021 18:21 / atualizado em 27/11/2021 22:07
 (crédito: Facebook/Reprodução)
(crédito: Facebook/Reprodução)


O Tribunal do Júri de Santa Maria condenou Francisco Dias Borges, 36, a 38 anos de prisão pelo feminicídio da ex-companheira, Necivânia Eugênio de Caldas, 37. A sentença foi dada na última sexta-feira (26/11). O acusado esfaqueou a mulher na rua, em novembro de 2019, na frente do filho dela.

Segundo a acusação, Necivânia levou 12 facadas. Ela foi agredida quando chegava em casa, com o filho de 8 anos em uma motocicleta. Um irmão da mulher tentou ajudá-la, mas também acabou ferido. Francisco foi detido por vizinhos, enquanto os policiais não chegavam ao local.

14/11/2019 Crédito: Ana Rayssa/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF. Feminicidio em Santa Maria. Necivania Eugenio de Caldas, vitima.
14/11/2019 Crédito: Ana Rayssa/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF. Feminicidio em Santa Maria. Necivania Eugenio de Caldas, vitima. (foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)

O crime

O crime aconteceu em 13 de novembro de 2019, quando Francisco Dias Borges esfaqueou a ex-esposa, com quem era casado há oito anos, na frente do filho em Santa Maria. Eles estavam separados havia uma semana, quando Necivânia, cansada da rotina de agressões, decidiu morar com o pai, em Santa Maria. Sem aceitar o fim do relacionamento, Francisco fez diversas ameaças antes de assassiná-la.

A vítima voltava para casa com o filho em uma motocicleta quando foi surpreendida pelo agressor. Ele chutou o veículo, a derrubou no chão, e então desferiu os golpes de faca. O menino correu para casa pedindo socorro. Ao Correio, testemunhas do crime contaram que Francisco esperava Vânia passar pela rua. No momento em que ela apareceu de motocicleta, ele chutou o veículo, a derrubou no chão e desferiu os golpes de faca.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE