Operação Maré Alta

Controladoria do DF participa de investigações de aluguel da sede da Seape

Controladoria vai participar da inspeção do contrato de aluguel da sede da Seape. Encontro entre autoridades teve o objetivo de tratar dos acessos necessários aos processos para a fiscalização

Samara Schwingel
postado em 17/12/2021 17:29
 (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
(crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

A Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF) deu início, nesta sexta-feira (17/12), nos preparativos para instauração de inspeção do contrato de aluguel da sede da Secretaria de Administração Penitenciária do DF (Seape). O encontro teve o objetivo de tratar dos acessos necessários aos processos para a atuação na fiscalização. Participaram do encontro membros da Comissão Especial, como o controlador-geral do DF, Paulo Martins, o novo secretário da Seape, Wenderson Souza e Teles e auditores de controle interno de carreira do GDF.

As investigações na pasta do GDF vieram à tona nesta semana, quando o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) deflagrou a operação Maré Alta. A ação apura a  suspeita de irregularidades na locação de um imóvel para a sede da Secretaria de Administração Penitenciária sob o comando do deputado distrital Reginaldo Sardinha (Avante), que é agente policial de custódia, da carreira da Polícia Civil do DF.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) criou uma comissão que ficará encarregada de acompanhar as suspeitas, apontadas pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), de irregularidades no contrato de aluguel do prédio-sede da Secretaria de Administração Penitenciária, no Setor Bancário Sul.

A comissão é composta pelos seguintes integrantes: Reinaldo Cosme Vilar de Oliveira Junior, representante da Consultoria Jurídica do Distrito federal; Breno Rocha Pires e Albuquerque, representante da Controladoria-Geral do Distrito Federal; e o delegado Jonas Bessa de Paula, representante da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE