Covid-19

Flurona: DF registra 26 casos de coinfecção de influenza e covid-19

Informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde; não há registros de internação dos infectados. Cuidados de etiqueta respiratória são os mesmos para influenza e covid-19

Renata Nagashima
postado em 05/01/2022 12:27
 (crédito: Paola MAFLA / AFP)
(crédito: Paola MAFLA / AFP)

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal confirmou, nesta quarta-feira (5/1), 26 casos de coinfecção de influenza e covid-19 de exames coletados em laboratórios particulares. Segundo a pasta, não há informação de qual é a subtipagem do vírus influenza. Além disso, não há registros de internação por causa da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), ou seja, nenhum dos diagnosticados com a infecção simultânea foi hospitalizado.

De acordo com a secretaria, as coinfecções têm mais chances de ocorrer durante os períodos de maior sazonalidade, quando há maior propagação de diversos vírus respiratórios. Por isso, a pasta ressalta a necessidade da população continuar adotando as medidas de etiqueta respiratória, como o uso de máscara, respeitar o distanciamento, higienizar as mãos, evitar aglomerações e locais fechados.

A vacinação contra a influenza passou a ser liberada para toda a população em julho do ano passado, quando a procura dos grupos prioritários foi abaixo da meta. No entanto, segundo a Secretaria de Saúde, mesmo assim a busca permaneceu baixa e, sem a devida proteção coletiva, aumentam as chances da propagação dos vírus. Os locais de vacinação podem ser conferidos no site da pasta.

A orientação da secretaria é que as pessoas que apresentem sintomas gripais devem realizar primeiro o teste para covid-19. Caso seja negativo, deve seguir com as medidas de etiqueta respiratórias indicadas pela pasta.

A vigilância da influenza no Brasil e no Distrito Federal ocorre, assim como com a covid-19, por meio do exame Rtq-PCR de secreção de swab nasofaríngeo para pesquisa do vírus, realizado em unidades sentinelas de Síndrome Gripal (SG) e nos casos hospitalizados por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que devem ser notificados no Sivep-Gripe.

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE