Desabamento de prédio

Moradores de prédio que desabou em Taguatinga estão recebendo só uma refeição no hotel

O Correio conseguiu, com exclusividade, conversas entre moradores e a filha do dono do prédio que desabou. Ela afirma que eles precisam escolher entre o almoço e a janta

Rafaela Martins
postado em 08/01/2022 11:32 / atualizado em 08/01/2022 16:23
 (crédito: Rafaela Martins/CB/D.A Press)
(crédito: Rafaela Martins/CB/D.A Press)

“Nós estamos recebendo só uma refeição: almoço ou jantar. Temos que escolher entre um ou outro”, relatou Cristiane Almeida, uma das moradoras que está fora de casa desde quinta-feira (6/1), após o prédio em que morava desabar parcialmente, em Taguatinga Sul.

Ao todo, 24 famílias precisaram evacuar o prédio, pois há risco do residencial desabar totalmente. O dono do prédio garantiu às famílias abrigo, em um hotel no Pistão Sul, até segunda-feira (10/1). Porém, as condições não parecem estar boas.

Cristiano Nascimento, 38, um dos moradores que está hospedado no hotel confirmou a informação. “Nem água eles estão dando para a gente. O dono do prédio está pagando para a gente passar a noite, mas água tem que beber do banheiro, e a janta foram pessoas que doaram marmita”, falou o homem.

Em uma captura de tela do grupo dos moradores com a presença da filha do dono do prédio, a própria filha confirma que estão disponibilizado o café da manhã e mais uma refeição por dia no novo local em que os residentes foram alojados. 

Captura de tela de conversa entre moradores do prédio que desabou em Taguatinga e a filha do dono do edifício
Captura de tela de conversa entre moradores do prédio que desabou em Taguatinga e a filha do dono do edifício (foto: Whatsapp/Reprodução)

Em esquema de revezamento, moradores do prédio ainda buscam explicações para o que ocorreu 48 horas após o incidente.

Na manhã deste sábado (8/1), especialistas como engenheiros e topógrafos estão no local para realizar a inspeção que vai durar 72 horas. Após investigações, um laudo deve sair para confirmar se os bombeiros podem entrar na estrutura ou não.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE