ÁGUAS CLARAS

Condôminos do DF repudiam agressão de personal contra síndico

Em nota, as entidades consideraram intolerável o ato do educador físico, além de pedirem punição para o professor e desejarem a recuperação de Khalil

Júlia Eleutério
postado em 18/03/2022 09:58 / atualizado em 18/03/2022 14:35
 (crédito: Redes sociais)
(crédito: Redes sociais)

O Instituto Nacional de Condomínios e Apoio aos Condôminos (INCC) emitiu uma nota de repúdio à agressão sofrida pelo síndico Wahby Khalil, 42 anos, na manhã desta quinta-feira (18/3). Ao lado da Associação Brasileira de Síndicos e Condomínios (Abrassp) e a Associação dos Síndicos de Condomínios Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (Assosíndicos-DF), o grupo considera inaceitável a ação violenta do personal trainer e professor de educação física Henrique Paulo Sampaio Campos no Condomínio Residencial Luna Park, na Quadra 301 de Águas Claras.

Para o instituto e as associações, o ocorrido é um "trágico episódio de intolerância" e "desrespeito às regras do condomínio". As entidades ainda definiram a conduta do professor como "prepotente, arrogante e agressiva". "É intolerável que um professor proceda com um soco, combinado com truculência, desrespeito e falta de civilidade se colocando acima da lei, agredindo física e moralmente o síndico do condomínio”, ressalta a nota.

Unidas, as entidades declararam a necessidade de apoio aos gestores condominiais, como Wahby Khalil, para que eles possam cumprir a função sem correr o risco de serem agredidos verbal, física ou moralmente, além de desejar melhoras ao jornalista da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). “Rogamos pela pronta recuperação do Síndico Wahby Khalil, do Condomínio Residencial Luna Park, que está internado na UTI e com hemorragia cerebral. Por isso os nossos corações, as nossas e as nossas energias positivas estão com Wahby Khalil”, destaca a nota, pedindo punição para o personal agressor.

Entenda o caso

O jornalista da EBC foi agredido a socos ao chamar a atenção de um educador físico pelo incômodo causado por um saco de pancadas instalado em uma academia de um condomínio de Águas Claras. Em vídeo gravado pelo circuito de segurança do condomínio, é possível ver o momento em que Khalil, síndico do condomínio, é agredido pelo personal Henrique. A 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) investiga o caso.

Veja a nota na íntegra:

O Instituto Nacional de Condomínios e Apoio aos Condôminos – INCC, a Associação Brasileira de Síndicos e Condomínios – ABRASSP, a Associação dos Síndicos de Condomínios Residenciais e Comerciais do Distrito Federal – ASSOSÍNDICOS/DF, o Grupo de Síndicos de Águas Claras, manifestam o seu veemente o seu repúdio à ação de violência perpretada pelo personal trainer e professor de educação física Henrique Paulo Sampaio Campos, pelo trágico episódio de intolerância, desrespeito ás regras do condomínio e agressão ao Síndico Wahby Khalil do Condomínio Residencial Luna Park, na Quadra 301 de Águas Claras.

As entidades citadas acima, consideram inaceitável a conduta prepotente, arrogante e agressiva do morador do condomínio. É intolerável que um professor proceda com um soco, combinado com truculência, desrespeito e falta de civilidade se colocando acima da lei, agredindo física e moralmente o Síndico do Condomínio.

As entidades entendem que todo o condômino tem o direito de se manifestar livremente nas assembleias, no livro de ocorrências do condomínio ou nos canais apropriados, porém não podemos admitir que síndicos que atuam para manter a ordem, cuidar do condomínio, buscam fazer cumprir a convenção e o regimento interno da edificação se tornem alvos de qualquer grau de intimidação, violência ou do cerceamento ao seu trabalho.
É necessário apoio incondicional aos gestores condominiais, como Wahby Khalil, para que eles possam cumprir sua função de manter o equilíbrio financeiro, ordem, segurança e limpeza do condomínio, sem correr o risco de serem agredidos verbal, física ou moralmente.

Atitudes como esta incitam a violência e o desrespeito aos gestores condominiais e tornam-se mais graves porque Henrique Paulo Sampaio Campos, é um professor e profissional da educação física, devendo dar exemplo de cidadania, paz, serenidade, e respeito as normas condominiais.

Rogamos pela pronta recuperação do Síndico Wahby Khalil, do Condomínio Residencial Luna Park, que está internado na UTI e com hemorragia cerebral. Por isso os nossos corações, as nossas e as nossas energias positivas estão com Wahby Khalil. Pois sabemos que ele terá as forças necessárias para superar essa adversidade e em breve estará de volta a sua casa, a suas atividades laborais e ao trabalho no condomínio. Tudo não passará de uma amargura passageira.

Deste modo, as entidades acima repudiam as agressões do personal trainer Henrique Paulo, e colocamos o corpo jurídico e psicológico das entidades citadas acima, à disposição do Condomínio Residencial Luna de Águas Claras para medidas protetivas em favor da vítima, e para ações de lesão corporal, injuria real, ameaça, dano moral e representação na Comissão de Ética Profissional do Conselho Regional de Educação Física da 7ª Região - CREF7/DF, pedindo sua exclusão dos quadros por inidoneidade moral.

Não poderemos compactuar com esse tipo de prática, razão pela qual, também exigimos procedimentos de denúncia ao agressor pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios – MPDFT, com punição exemplar ao agressor Henrique Paulo Sampaio Campos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE