Sequelas

Covid-19 pode causar diabetes em pacientes graves, revelam estudos

Duas novas pesquisas apontam que até 30% dos pacientes graves da covid-19 podem desenvolver diabetes após cura da infecção

Thays Martins
postado em 16/06/2021 12:54 / atualizado em 16/06/2021 13:00
 (crédito:  Adauto Cruz/CB/D.A Press)
(crédito: Adauto Cruz/CB/D.A Press)

Dois novos estudos apontam que a infecção pela covid-19 pode atingir as células do corpo responsáveis por produzir insulina, hormônio que regula o açúcar no sangue, o que pode provocar o desenvolvimento de diabetes.

Um dos estudos é da Escola de Medicina da Universidade de Stanford, e o segundo, da Weill Cornell Medicine, de Nova York. A estimativa dos pesquisadores é que até 30% dos pacientes graves da covid-19 podem desenvolver diabetes.

Uma análise de pacientes em todo o mundo feita pela Universidade McMaster, no Canadá, já tinha apontado que quase 15% dos pacientes com casos graves de covid-19 desenvolveram a doença.

A relação entre o novo coronavírus e a condição pode está ligada ao fato do vírus também afetar células do pâncreas, onde é produzida a insulina. A ligação foi constatada em autopsias feitas em pacientes que morreram devido à covid-19.

A constatação nos dois estudos, publicados na revista Cell Metabolism, é de que, quando o vírus Sars-CoV-2 ataca as células do pâncreas, há uma diminuição da produção de insulina, o que pode provocar o diabetes tipo 1.

Este tipo normalmente é genético e aparece ainda quando a pessoa é jovem. Nele, as células do pâncreas não produzem insulina suficiente. Assim, a glicose fica no sangue em vez de ser usada como energia. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE