Coronavírus

Estudo da Associação Médica Brasileira indica que cloroquina é ineficaz contra covid

Pesquisa concluiu que uso do medicamento não diminuiu o agravamento e os óbitos de pacientes com quadro leve da doença

Jonatas Martins*
postado em 24/06/2021 18:07 / atualizado em 24/06/2021 18:13
 (crédito: Agência Pará/Divulgação)
(crédito: Agência Pará/Divulgação)

Um estudo divulgado neste mês pela Associação Médica Brasileira indica que o uso de cloroquina é ineficaz na prevenção e no tratamento contra a covid-19. A pesquisa concluiu que o uso do medicamento não diminuiu o agravamento e os óbitos de pacientes com quadro leve da doença.

Outro resultado obtido foi que o uso profilático de cloroquina aumenta o risco de eventos adversos em 12% quando comparado ao procedimento sem o remédio. Em relação ao tratamento com o medicamento para pessoas que estavam suscetíveis ao vírus, foi observado que não há diferença na incidência da doença entre pacientes que usaram a cloroquina.

Os dados fazem parte do Projeto Diretrizes, uma iniciativa da Associação Médica Brasileira, que “visa combinar informações da área médica para padronizar as condutas, e para auxiliar no raciocínio e na tomada de decisões dos médicos”.

Por fim, a pesquisa concluiu que “não é recomendado o uso de hidroxicloroquina na profilaxia ou no tratamento de pacientes com quadro de covid-19 leve”.

O estudo adotou nove ensaios internacionais, dos quais foram extraídos dados referentes à autoria, ano de publicação, descrição dos pacientes, das intervenções com hidroxicloroquina, dos desfechos e do tempo de seguimento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE