Vacina

'Vacina' é palavra de 2021 para o dicionário Merriam-Webster

O dicionário americano Merriam-Webster na internet anunciou que "vacina" é a palavra do ano 2021

Agence France-Presse
postado em 29/11/2021 14:56 / atualizado em 29/11/2021 14:56
O dicionário americano Merriam-Webster na internet anunciou que
O dicionário americano Merriam-Webster na internet anunciou que "vacina" é a palavra do ano 2021 - (crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agencia Brasil)

O dicionário americano Merriam-Webster na internet anunciou nesta segunda-feira (29) que "vacina" é a palavra do ano 2021, após registrar um interesse significativo em um termo que, segundo disse, superou a dimensão médica para dominar o debate social em meio à pandemia de covid-19.

"Poucas palavras podem expressar tanto em um período de tempo", disse o famoso dicionário em uma publicação em seu site.

"A palavra vacina significou muito mais que medicina em 2021. Para muitos, simbolizou um possível retorno à vida pré-pandêmica. Mas também esteve no centro dos debates sobre a escolha pessoal, a afiliação política, as regulamentações trabalhistas, a segurança escolar, a desigualdade no atendimento médico e muito mais", afirmou Merriam-Webster.

A pandemia do vírus SARS-CoV-2, que provocou ao menos 5,1 milhões de mortes em todo o mundo desde o primeiro registro da doença na China em dezembro de 2019, acelerou o desenvolvimento de um novo tipo de imunização: as vacinas de RNA mensageiro (RNAm).

Merriam-Webster afirma que isso representou revisar e ampliar sua definição da palavra "vacina", o que fez em maio para incorporar a nova tecnologia que desencadeia a resposta imunológica no corpo humano.

As primeiras doses da vacina anticovid foram administradas em dezembro de 2020 nos Estados Unidos, onde foi lançada uma campanha de imunização em massa no início de 2021.

O dicionário disse que neste ano, as buscas na internet da palavra "vacina" aumentaram 601% em relação a 2020. No entanto, "a prominência da palavra em nossas vidas" é ainda mais evidente ao comparar 2021 com 2019, quando as consultas aumentaram 1.048%, acrescentou.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE