EXCLUSIVO!Thiago Sodré

Estão colocando o Davi do BBB 24 em um lugar que não lhe pertence

Web julga é tanta acusar o participante de assédio sexual

Davi -  (crédito: Foto reprodução internet)
Davi - (crédito: Foto reprodução internet)
postado em 03/04/2024 06:29

 

A web surtou com alguns vídeos que começaram a circular do Davi com relação a outras participantes na reta final do programa.

Faltando apenas 14 dias para o fim do BBB 24, Davi Brito, de 22 anos, ganhou um favoritismo absurdo na torcida do público, que já decidiu entregar o prêmio que pode chegar a três milhões de reais para o baiano.

Com esse favoritismo todo, claro vem também o contraponto e os haters que começaram a caçar enredo para que o queridinho do público não consiga sair campeão do programa.

Davi tornou-se o favorito da edição, após ter sido perseguido e excluído pelos outros participantes do jogo. Sobretudo, ao sofrer atitudes racistas e preconceituosas de Wanessa Camargo e Rodriguinho, que fizeram parte do camarote da edição.

Após passar por um breve período de respiro dentro do jogo, ao conseguir manipular a casa a ponto de eliminar todos os seus oponentes, Davi começou também a parecer ser o favorito da produção, com atitudes que muitas vezes o favorecia para que seu jogo não parecesse controverso às suas falas Com tudo isso, os outros jogadores perceberam o favoritismo do baiano e praticamente entregaram o jogo em suas mãos.

A torcida contrária, principalmente aqueles ativos nas redes sociais, passou a tentar colocar Davi, em papel que não lhe cabe. Até esse simples colunista, que muitas vezes levantou campanha contra o jogo de Davi, tem que admitir que tentar imputar ao jogador uma acusação de assédio sexual é mais uma vez um jogo baixo e imoral, para tentar eliminar um participante pelas vias incomuns do programa.

Tags

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação