Audiovisual

Festival Internacional de Documentários anuncia programação on-line

A 25ª edição do 'É tudo verdade' terá programação entre 23 de setembro e 4 de outubro que contará com exibição filmes em mostra competitiva, masterclasses, debate com cineastas, seminários, entre outros. Confira a programação

Lisa Veit*
postado em 09/09/2020 19:38 / atualizado em 16/09/2020 14:09
Amir Labaki, fundador do projeto, em vídeo de divulgação -  (crédito: YouTube)
Amir Labaki, fundador do projeto, em vídeo de divulgação - (crédito: YouTube)

Após a realização da primeira etapa entre março e abril, o 25º Festival Internacional de Documentários - É tudo verdade reuniu, nesta quarta-feira (9/9), o jornalista Amir Labaki, fundador e diretor do projeto, Thiago Freire, gerente adjunto do SescSP 24 de maio, e Eduardo Saron, diretor do Itaú Cultural, para a abertura da segunda etapa, com a mostra competitiva. O cerimônia de estreia do festival ocorre em 23 de setembro e a programação segue até 4 de outubro.

O festival contará com a exibição de 60 longas e curtas-metragens em competição e hors-concours, de forma gratuita, em plataformas de streaming. Somando à primeira fase, É tudo verdade terá exibido 90 títulos ao fim da programação.

Labaki garantiu que, apesar da necessidade de se adaptar de forma integral ao formato virtual, o festival se realizará nos padrões de excelência com que se estabeleceu no mercado audiovisual. “Conseguimos viabilizar um festival com o mesmo padrão de excelência, sem a mesma alegria por falta do convívio social. Não temos os encontros nas salas, mas temos um belo festival ocorrendo agora”, pontuou.

O Sesc 24 de Maio (SP), onde tradicionalmente são realizadas as edições presenciais do festival, trouxe, este ano, a plataforma on-line Ciclo Sesc, que compõe o festival. “Para nós, receber o festival tem sido motivo de muito prazer. Antes de março, estávamos acostumados a receber em torno de 8 a 10 mil pessoas por dia, num movimento cheio de diversidade, cheio de riqueza cultural e humana e o festival se somou ao nosso programa de realizações. Em março, precisamos encontrar maneiras de nos reinventar”, lembrou o gerente cultural da instituição.

Diante do triste cenário da pandemia do novo coronavírus, no Brasil e no mundo, o diretor do Itaú Cultural, Eduardo Saron, destacou o papel da arte e da cultura. “A pandemia brutalmente trouxe [a luz] a desigualdade econômica, desigualdade social, e também uma desigualdade digital. Mas a cultura e a arte não podem parar. Nós vivemos de juntar pessoas e construir vínculos, quebrar algoritmos. Promover encontros para mitigar e diluir as fakenews."

Duas décadas

Labaki se emocionou ao mencionar a comemoração dos 25 anos do festival em um momento de luto e distanciamento no país e destacou que o cinema, o audiovisual são artes do encontro. “Festival é convívio, é olho no olho, olhos juntos na tela. O cinema, o teatro, a dança são experiências coletivas. O cinema é um sonho coletivo”, afirmou o jornalista. O fundador e diretor do projeto também ressaltou a influência do festival na nomeação de indicados à prêmios, como Cannes e Oscar, podendo nomear até quatro filmes para o segundo, enquanto outros festivais apenas um.

Para a edição de 2021, ainda sobram questionamentos. Contudo, Labaki adiantou que as inscrições para o ano que vem serão abertas também em 23 de setembro, assim com a publicação dos regulamentos.

Programação

Abertura
23/9

Um dos vencedores do Olho de Ouro de Melhor Documentário no Festival de Cannes no ano passado, A cordilheira dos sonhos (2019), dirigido por Patricio Guzmán, será o filme de abertura da fase competitiva da 25ª edição do É tudo verdade, em sessão especial para convidados no Drive-in Belas Artes, em São Paulo. No mesmo dia, às 20h30, o filme será exibido também via streaming, dentro da programação on-line do festival.

Premiação e encerramento
4/10

Pela primeira vez, o É tudo verdade terá uma sessão especial de encerramento, logo após a cerimônia de premiação. O filme para esta sessão ainda é uma surpresa e será anunciado nas próximas semanas.

  • Filmes em competição:

    Longas e médias metragens brasileiros

    Dez longas-metragens brasileiros em competição serão exibidos on-line ao público, em sessões diárias, às 21h. Os links das exibições estarão disponíveis no website.

    Sempre às 17h do dia seguinte de cada estreia em streaming, os diretores dos longas-metragens participarão de um debate virtual, na plataforma on-line do festival.

    Longas e médias metragens internacionais

    Doze longas-metragens internacionais em competição serão exibidos on-line, em sessões diárias, às 18h. Confira a lista completa.

    Curtas-metragens brasileiros

    Nove curtas-metragens brasileiros em competição serão exibidos on-line ao público, em sessões diárias às 18h, na plataforma do site oficial.

    Curtas-metragens internacionais

    Nove curtas-metragens internacionais, inéditos no Brasil, em competição, serão exibidos on-line ao público, em sessões diárias, às 18h, na plataforma do site oficial.


Além disso, a programação conta com sessões especiais, mostras informativas, como 'O estado das coisas', de documentários brasileiros e internacionais, e Foco latino-americano, com produções de Cuba, Colômbia e outros países da América Latina; É tudo verdade 25, com exibições especiais em comemoração aos 25 anos do festival, na plataforma Itaú Cultural.

Serviço

25º Festival Internacional de Documentários - É tudo verdade

No site oficial do festival, na plataforma Itaú Cultural, Centro de Pesquisa e Formação do SescSP, Sesc Digital e  SPcine. De 23 de setembro a 4 de outubro. Com sessões diárias às 17h, 18h e 21h. Dentro do festival, é possível acompanhar mostra de filmes em competição, longas e curtas nacionais e internacionais; debate com diretores; sessões especiais; mostras O estado das coisas e Foco latino-americano. Pelo Itaú Cultural É Tudo Verdade 25 e 17ª Conferência Internacional do Documentário. Pelo Sesc, Seminários CPF, Ciclo SESC. E masterclass SPcine, com Amir Labaki, entre outros. O evento é gratuito. Algumas atividades necessitam inscrição prévia, como os Seminários CPF, masterclasses, debates e outras atividades paralelas. 

*Estagiária sob a supervisão de Roberta Pinheiro

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação