Dia Nacional do Cerrado

Projeto promove oficinas e bate-papos com artistas sobre o cerrado

O 'Ecoarte pela vida, semana do cerrado' começa nesta quinta-feira (10/9), às 14h, e vai até domingo (13/9), com oficinas diárias sobre a arte e ecologia. O evento também marca o pré-lançamento do livro digital 'Cerrado ecoarte'

Correio Braziliense
postado em 10/09/2020 12:00
O evento ocorre entre 10 e 13 de setembro. -  (foto: CerradoEcoarte/Divulgação)
O evento ocorre entre 10 e 13 de setembro. - (foto: CerradoEcoarte/Divulgação)

O Dia Nacional do Cerrado é comemorado em 11 de setembro. Para as festividades, o projeto Cerrado ecoarte promove a Ecoarte pela vida - Semana do cerrado, com programação que começa nesta quinta-feira (10/9), às 14h, e segue até domingo (13/9). O evento contará com o pré-lançamento do livro digital Cerrado ecoarte e com agenda de bate-papos e oficinas ministradas por artistas da música, do teatro, além de antropólogos do Distrito Federal.

O projeto une a expressão da arte do cerrado com a defesa e a preservação ambiental. O início se deu no ano passado, com a imersão artística em meio à flora e à fauna nativa, que convidou artistas da música, do teatro, do cinema, da fotografia, e da antropologia à vivência da cultura e saberes tradicionais dos povos cerratenses. Da experiência no Jardim Botânico de Brasília, vieram as imagens, relatos e obras que compõem o livro digital Cerrado ecoarte, com lançamento previsto para 20 de setembro.

"Este livro é uma coletânea de textos de artistas, pesquisadores/as, mestras da cultura popular e das culturas originárias. Reunimos vozes que questionam, apontam fragilidades do sistema, mas que também nutrem, edificam, estimulam a vida e a criação, defendendo o cerrado e suas culturas”, explicou a artista idealizadora do projeto, Thais Kuri.

Para a semana do cerrado e o pré-lançamento do livro, haverão convidados como Juraci Moura, que fala sobre como recriar e produzir sons com materiais, por vezes, achados na rua, na oficina Som de papel; Maria das ‘Alembranças’, personagem de Luciana Meireles, compartilhará o processo de criação de figuras enraizadas, na oficina Processos criativos entremundos, periferias e raízes do Cerrado; Aila Beatriz ministrará a oficina O corpo é território, sobre a pesquisa artística para expandir a percepção dos sentidos do próprio corpo, a partir da consciência do território. O evento se encerra no domingo com o bate-papo interativo com Maíra Oliveira, filha de Ary Pára-raios, que foi um dos grandes defensores do cerrado e, em 1979, fundou o grupo de teatro de rua, sociedade cultural e ONG ambientalista Esquadrão da vida. 

O Dia Nacional do Cerrado foi criado em 2003 para estimular a sociedade e o governo às reflexões e diálogos sobre a situação do bioma. A data também marca uma homenagem ao artista Ary Pára-raios, um grande nome do teatro de rua e da comunicação popular, que imprimiu no trabalho a política e o ativismo ambiental.

Agenda de oficinas

10/9 
Som de Papel, com Juraci Moura. Às 14h.
A oficina será um bate-papo interativo pelo Facebook. Nela o público irá conhecer um pouco da história do projeto Som de Papel e aprender sobre materiais achados na rua e as possibilidades de som.

11/9
Processos criativos entremundos, periferias e raízes do Cerrado, com Maria das Alembranças, por Luciana Meireles, às 17h . A oficina será um bate-papo interativo pelo Facebook. O público conhecerá e aprenderá com a cerratense que resgata a memória da ancestralidade e dos saberes indígenas.

12/9
Corpo é território com Aila Beatriz, às 15h. O público terá a oportunidade de expandir a percepção dos sentidos do próprio corpo, o ouvir, o cheirar, o olhar e o tocar, a partir da consciência de que são diretamente afetados pelo território em que habitam. O bate-papo ocorre por meio de transmissão na página do Facebook. 

13/9
Homenagem ao artista Ary Para-Raios e o Esquadrão da Vida, com Maira Oliveira, às 16h. O público poderá interagir com a filha do artista que contribuiu para a cultura nacional com política e ativismo no cerrado, por meio da transmissão na página do Facebook. 

Serviço

Ecoarte pela vida - Semana do cerrado
Por meio do Facebook e/ou Instagram mediante inscrição por formulário. De 10 a 13 de setembro. Verificar horários na programação. Pré-lançamento do livro Cerrado ecoarte, um registro de imersão artística na fauna e na flora do cerrado que comemora o Dia Nacional do Cerrado. Gratuito. Livre.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação