Teatro

Maria Ribeiro interpreta textos de Fernanda Young no monólogo 'Pós-F'

Com direção de Mika Lins, a peça discorre sobre os temas apresentados por Fernanda no livro 'Pós-F: para além do feminino e masculino'. O monólogo será transmitido ao vivo via streaming

Correio Braziliense
postado em 11/09/2020 14:00 / atualizado em 11/09/2020 14:22
O projeto tem direção de Mika Lins -  (crédito: Reprodução/Instagram)
O projeto tem direção de Mika Lins - (crédito: Reprodução/Instagram)

Pela primeira vez sozinha no palco, a atriz Maria Ribeiro interpreta as memórias e as vivências de Fernanda Young no espetáculo Pós-F. O monólogo estreia este fim de semana, no teatro Porto Seguro, em São Paulo, e o público poderá assistir somente via streaming. Com direção de Mika Lins, a peça discorre sobre os temas apresentados por Fernanda no livro Pós-F: para além do feminino e masculino, lançado em 2018.

“Não sou especialista em nada. Melhor, não sou especialista em coisa pronta. Procuro me aprimorar em mim, entendendo sobre mim - usando, é claro, tudo que observo nos outros”, escreveu a atriz e escritora Fernanda Young. O livro, que recebeu postumamente o Prêmio Jabuti no ano passado, foi o primeiro trabalho de não-ficção da escritora e expõe debates da atualidade como o feminismo, o machismo, o assédio, a maternidade e o amor.

Monólogo 

No teatro, o trabalho ganhava corpo ao lado de Maria e Milka. Juntas, as três queriam revisitar os questionamentos do livro e trazer um novo olhar para o palco. Contudo, o caminho não seguiu conforme o planejado.

Maria Ribeiro interpreta textos de Fernanda Young
Maria Ribeiro interpreta textos de Fernanda Young (foto: Bob Wolfenson/Reprodução Instagram)

Com a morte da escritora, aos 49 anos, após uma parada cardiorrespiratória decorrente de uma crise de asma, a diretora e a atriz decidiram montar o espetáculo como um monólogo, mas também dando espaço para evocar a presença da personalidade forte de Fernanda. "Seguro minha mão na sua para dizer tuas palavras corajosas e revolucionárias (e talvez revelar um segredo em comum: somos frágeis e doces, mas fortes o bastante para continuar fingindo o contrário. Te amo)", escreveu Maria Ribeiro como se estivesse falando com Fernanda

Adaptações

Em razão da pandemia do novo coronavírus, não haverá plateia presencial. As apresentações serão transmitidas ao vivo via streaming. Quatro câmeras vão captar as imagens, com cortes realizados na hora. Nas redes sociais, Maria Ribeiro comentou sobre a adaptação: "Que maluco isso de fazer peça pra ninguém e para todo mundo ao mesmo tempo. Ok, 2020. Vamos lá ver o que você oferece". 

Para ambientar o universo de Fernanda Young, Mika, que além de diretora assina a cenografia da peça, montou uma espécie de móbile com os desenhos da escritora.


Após as apresentações, haverá bate-papos com Maria Ribeiro e um convidado especial. Os ingressos são colaborativos, a partir de R$ 20, e parte do valor arrecadado será destinado à campanhas que auxiliam profissionais das artes cênicas que foram prejudicados na pandemia. 

Serviço

Pós-F, com Maria Ribeiro, direção de Mika Lins e textos de Fernanda Young. Sábado (12/9) e domingo (13/9) às 20h. Não recomendado para menores de 16 anos. Ingressos no site teatro Porto Seguro

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação