Homenagens

Parrerito: famosos lamentam morte de sertanejo do Trio Parada Dura

Cantor morreu na noite deste domingo (13/9) e emocionou familiares e colegas. De Marília Mendonça e Xororó a companheiros de banda, artistas prestaram homenagens ao artista

Correio Braziliense
postado em 14/09/2020 11:17 / atualizado em 14/09/2020 11:33
 (crédito: Reprodução/Instagram)
(crédito: Reprodução/Instagram)

Amigos, sertanejos e companheiros de banda lamentaram a morte de Eduardo Borges, conhecido como Parrerito, voz principal do Trio Parada Dura. Aos 67 anos, o cantor morreu, nesse domingo (13/9), após complicações causadas pela covid-19. Parrerito era diabético e, por isso, pertencia ao grupo de risco do novo coronavírus. Ele foi diagnosticado com a doença em 29 de agosto, quando foi internado em um hospital particular de Belo Horizonte.

Familiares e a equipe Trio Parada Dura agradeceram todas as correntes de orações e fé formadas durante a luta de Parrerito pela vida. “Elas mostraram o quanto ele era tão querido e estimado por todos. E é desta forma que vamos sempre lembrar dele. Igual a andorinha, Parrerito parte voando e deixa um Brasil inteiro já com saudade de sua voz que por quase quatro décadas marcou gerações no Trio Parada Dura”, diz, em nota, a banda.

Xonadão, integrante do Trio Parada Dura, escreveu em uma rede social que estava sem palavras. "Coração partido. Perder um amigo, colega de trabalho, amizade há 35 anos, arrasado. Obrigado aos nossos fãs pelo carinho o tempo todo, vá em paz, Parrerito". Já o sertanejo Zé Neto, da dupla com Cristiano, destacou sua tristeza com a notícia. "Infelizmente nosso ídolo foi morar com Deus. Mais uma vítima dessa doença maldita. Que Deus conforte a família. Vai com Deus, Parrerito", declarou. 



César Menotti, dupla de Fabiano, também deixou uma mensagem. "Foi uma honra dividir o palco da vida com você. Foi uma honra chorar inúmeras vezes te vendo cantar. A música perde, seus amigos perdem... vai com Deus, Parrerito. Que Deus conforte o coração de sua família, seus fãs e principalmente do Xonadão e do Creone, que dividiram uma vida com você. Saudade pra sempre", pediu. Já Chitãozinho e Xororó afirmaram que a música sertaneja perdeu uma grande voz. "Deixamos aqui o nosso muito obrigado. Fica a lembrança eterna de sua historia na musica e no coração de todos nos. Que Deus conforte familiares, amigos e fãs do Parrerito", lamentaram.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 

A mu?sica sertaneja perdeu uma grande voz. Deixamos aqui o nosso muito obrigado. Fica a lembranc?a eterna de sua histo?ria na mu?sica e no corac?a?o de todos no?s. Que Deus conforte familiares, amigos e fa?s do Parrerito

Uma publicação compartilhada por Chita?ozinho & Xororo? (@chxoficial) em

Nota do Trio Parada Dura

"É com muita tristeza e o coração apertado que informamos o falecimento do cantor Eduardo Borges, conhecido como Parrerito, neste domingo, 13 de setembro, em Belo Horizonte (MG). Voz principal do Trio Parada Dura, Parrerito morreu às 21h30 após complicações causadas pela Covid-19.

Parrerito foi internado há 16 dias no Hospital Unimed, em Belo Horizonte (MG), com sintomas do novo coronavírus e, por ser do grupo de risco pela idade e diabético, precisou ser mantido na UTI em estado grave. Batalhou muito, mas infelizmente não resistiu às complicações da doença.

Familiares e a equipe Trio Parada Dura agradecem todas as correntes de orações e fé formadas durante a luta de Parrerito pela vida. Elas mostraram o quanto ele era tão querido e estimado por todos. E é desta forma que vamos sempre lembrar dele.

Igual a andorinha, Parrerito parte voando e deixa um Brasil inteiro já com saudade de sua voz que por quase quatro décadas marcou gerações no Trio Parada Dura. Ficará para sempre em nossos corações e na memória da música sertaneja. Parrerito deixa mulher, filhas e netos que eram sua grande paixão. Vai com Deus, Parrerito! Sentiremos muito sua falta.

Att. Equipe Trio Parada Dura"

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação