Programação cultural

Banco do Brasil anuncia projetos selecionados para programação de centros culturais

Com recorde de inscrições, 9944 ao todo, foram selecionados 138 projetos para compor a programação dos CCBBs de quatro estados brasileiros no próximo biênio

Correio Braziliense
postado em 14/10/2020 20:20
 (crédito: CCBB/Divulgação)
(crédito: CCBB/Divulgação)

O Banco do Brasil divulgou, nesta quarta-feira (14/10), o resultado do Edital de Patrocínio Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), que selecionou as atividades cultural que vão compor a programação dos quatro centros culturais do banco - Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo - para o período 2021/2022. Ao todo, foram 138 projetos escolhidos, sendo 41 de artes cênicas, 34 de cinema, 22 exposições, 15 de ideias, 21 de música e cinco do Programa Educativo. A lista completa pode ser conferida no site

CCBB divulga resultado do Edital de Patrocínio Centro Cultural Banco do Brasil 2021/2022
CCBB divulga resultado do Edital de Patrocínio Centro Cultural Banco do Brasil 2021/2022 (foto: CCBB/Divulgação)

No período de inscrições, realizado entre 6 de abril e 5 de junho deste ano, o Banco do Brasil registrou número recorde de 9.944 projetos inscritos, um aumento de mais de 50% em relação ao último edital (2019/2020), que recebeu 6.562 propostas. Puderam inscrever projetos, produtores (pessoa física ou jurídica) de qualquer lugar do Brasil. “A seleção de projetos se destaca não só pela quantidade, por esse número expressivo de inscrições que recebemos, mas, principalmente, pela qualidade das propostas”, afirma Cláudia Kakinoff, diretora de Marketing e Comunicação do Banco do Brasil, por meio de nota.

Seleção de projetos

Todos os projetos inscritos foram avaliados com base em critérios pré-determinados, como a valorização da brasilidade, a inovação, a acessibilidade, a experiência do público e a cultura internacional, e ainda a viabilidade técnica e adequação física de cada centro. As análises foram realizadas por comissão de equipes técnicas dos CCBBs e especialistas do mercado cultural. Além disso, a curadoria foi norteada por premissas como relevância conceitual e temática, e originalidade.

Funcionamento dos CCBBs

A suspensão das atividades presenciais nos CCBBs, em março, como medida de segurança contra o novo coronavírus, incentivou a criação do projeto #CCBBemCASA. Por meio das redes sociais e do site, os centros passaram a disponibilizar conteúdos exclusivos da programação ao público. Em setembro, seguindo as recomendações governamentais locais, o CCBB Rio de Janeiro e o CCBB Brasília puderam retomar as atividades presenciais, adaptando-se às novas regras de segurança sanitárias. Os CCBB São Paulo e Belo Horizonte permanecem com as atividades presenciais suspensas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação