Live

Poetisa brasiliense Marina Mara participa da live de Teresa Cristina

A brasiliense solicitou, por meio do Instagram, para participar da apresentação virtual e obteve 'sim' da cantora

Maria Baqui*
postado em 22/10/2020 16:08 / atualizado em 22/10/2020 16:09
 (crédito: Reprodução/ Instagram)
(crédito: Reprodução/ Instagram)

Após um curto período longe das lives nas redes sociais devido a suspeitas de invasão à conta do Instagram, a cantora Teresa Cristina voltou à plataforma com uma programação recheada de arte, poesia, música e convidados. Nesta quarta-feira (21/10), a apresentação on-line da artista contou com a participação de Marina Mara, poetisa brasiliense e criadora do bloco de carnaval Rejunta o meu Bulcão.

Em entrevista ao Correio, Marina explicou que a presença na live de Teresa Cristina foi uma grande surpresa. “Eu sei que é uma das lives mais concorridas do Brasil. Entrei para assistir e enviei a solicitação. Pensei: ‘Quem sabe?’ Depois vi que ela me chamou”, comemora a cantora, emocionada.

A poetisa encarou o momento de interação como um ponto positivo para a carreira, além de um momento de encontro com uma artista de quem é fã. “Eu, como poeta e ativista, vi aquilo como uma oportunidade de jogar aos quatro ventos da timeline a poesia”, explica Marina, que comenta também ter recebido, pelo menos, 50 novos seguidores no Instagram.

Assim que entrou on-line com Teresa Cristina, a brasiliense foi convidada a interpretar um dos poemas autorais. O escolhido por Marina Mara coincidentemente recebe, também, o nome Tereza, porém com "Z".

Os versos do poema, que fazem parte do livro Blasfêmia, falam da história de vida da vó da poetisa, Tereza. “Minha vó veio para Brasília com os nove filhos, com muito amor e muita coragem. O poema representa tanto ela, quanto você e várias outras Terezas do Brasil”, disse Marina durante a apresentação.

*Estagiária sob supervisão de Adriana Izel

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação