Música

Márcia Fellipe lança a primeira parte do EP 'A fenomenal'

A cantora une ao forró batidas do funk, do brega e do piseiro no novo trabalho, 'A fenomenal'

Geovana Melo*
postado em 06/11/2020 14:16 / atualizado em 06/11/2020 14:18
 (crédito:  Ederson Lima/ Divulgação)
(crédito: Ederson Lima/ Divulgação)

A cantora Márcia Fellipe lançou na noite da última quinta-feira (5/10) a primeira parte do EP A fenomenal (Vol.1). O projeto traz 11 faixas divididas em dois lançamentos, este com sete e o próximo em dezembro com quatro. Gravado na pandemia, o trabalho com registro audiovisual está disponível nas principais plataformas digitais de música. Nessa fase, a forrozeira conta com a participação do Mc Marks no single Deus na frente, que ganhou um videoclipe nesta sexta (6).

Em um mix com o forró, "A Fenomenal" - como é conhecida, uniu o ritmo a batidas de funk, ao brega e ao piseiro, dando uma sonoridade múltipla para o trabalho. "Quero deixar minha identidade de show no DVD. Ele está bem eclético e no show nós fazemos isso, cantamos um pouco de todos os ritmos que a turma está gostando. Tem funk, tem pagode, tem tudo", conta Márcia Fellipe em entrevista ao Correio

O registro audiovisual foi gravado em um galpão em Fortaleza, no Ceará. "A maior dificuldade foi reduzir a equipe de profissionais para fazer um trabalho dessa magnitude. Tivemos que escolher um local grande, para os profissionais poderem trabalhar afastados", lembra. 

A parceria com o paulistano Mc Marks, a primeira vista inusitada, é fruto dessa união dos gêneros musicais. O funkeiro e Márcia estão juntos em Deus na frente, faixa que busca trazer uma mensagem de esperança em meio a tempos difíceis, e embala o público com o trecho: "E se Deus é por nós/ quem será contra nós/ a favela venceu/ deixa os menor voar". 

"Gosto muito da música com o Mc Marks. Porque música é emoção, traz felicidade. Então tento trazer uma mensagem positiva como é nessa faixa. Sempre tento trazer essa positividade pela música", declara. 

A forrozeira completa nesse mês 15 anos de carreira, mas foi há quatro anos, em 2018, que tudo aconteceu. Márcia já estava consolidada no Nordeste, mas o hit Quem me dera a levou para o restante do país. "Quando a gente faz a música, ela é uma aposta. A gente traz a nossa identidade e o que a gente acredita. Todas elas têm um brilho", afirma a dona dos hits Status, A mãe tá on e Mais que isso

Márcia aproveitou o momento de quarentena para descansar, coisa que não fazia desde o boom de Quem me dera. "Cheguei a fazer 38 shows em um mês, dois, três por noite. Era uma correria grande, mas é um sentimento de gratidão enorme também", pontua. 

"Graças a Deus não tenho o que reclamar, apesar dos pesares. Lógico, os boletos estão chegando, mas está tudo certo. O ano ainda não acabou e todo dia o Senhor me permite levantar, então tenho agradecido muito. Aqui está todo mundo saudável, então só tenho a agradecer", completa. 

Confira A fenomenal (Vol.1)

 

A fenomenal (Vol.1)

De Márcia Fellipe. Com sete faixas, pela Universal Music. Disponível em todas as plataformas digitais.

*Estagiária sob supervisão de Adriana Izel

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação