Publicidade

Correio Braziliense

Conheça canções que prometem bombar no verão e no carnaval de 2020

Diferentemente de outros verões, o ano começou sem uma "música-chiclete" oficial. Mas o que não faltam são candidatas


postado em 12/01/2020 06:01 / atualizado em 13/01/2020 10:35

Música em parceria entre Harmonia do Samba e Ludmilla, Sacanagenzinha, é uma das apostas(foto: Sercio Freitas, Rafael Soares e Victor Mascarenhas/Divulgação)
Música em parceria entre Harmonia do Samba e Ludmilla, Sacanagenzinha, é uma das apostas (foto: Sercio Freitas, Rafael Soares e Victor Mascarenhas/Divulgação)

No ano passado, a primeira semana de janeiro era embalada pela canção Jenifer, o forrónejo do cantor Gabriel Diniz, e pelos hits do Baile da Gaiola, principalmente, na voz de Kevin O Chris. Em 2018, o ano começou com Que tiro foi esse?, de Jojo Todynho, e, no carnaval, o Brasil viu, pela primeira vez, a disseminação do brega-funk com Envolvimento, de MC Loma e as Gêmeas da Lacração. Em 2017, também foram duas músicas que ocuparam o topo das paradas: Deu onda, de G15, e Todo dia, de Pabllo Vittar com Rico Dalasam. No ano anterior, todo mundo dançou ao som da Metralhadora, da Banda Vingadora.

Mesmo que, nos últimos quatro anos, um hit aparecesse logo nos primeiros dias de um novo ano, não foi isso que aconteceu em 2020. Por enquanto, não há uma canção que esteja se sobrepondo as outras. No entanto, há uma série de músicas que despontam como candidatas ao título por estarem fortes, sendo executadas em festivais, nas rádios e nas playlists das plataformas digitais.

Canções lançadas ainda em 2019 aparecem forte para 2020. É o caso das faixas de brega-funk Sentadão, parceria de Pedro Sampaio com Felipe Original (conhecido por Hit contagiante) e JS Mão de Ouro, e Surtada, de Dadá Boladão, Tati Zaqui e OIK, que faziam sucesso no ano passado e continuam na terceira e na sexta posição, respectivamente, das 50 músicas mais tocadas no Brasil, segundo o Spotify.

brega-funk continua entre as tendências para o novo ano. Por isso, mais canções do gênero vão figurar na lista de hits do verão e do carnaval de 2020. É o caso das músicas Paredão, de Kevinho, Jottapê e Dadá Boladão, e Tudo ok, de Márcia Fellipe com Thiaguinho MT, Mila, Henry Freitas e JS Mão de Ouro, ambas lançadas em dezembro. A primeira tem mais de 16 milhões de visualizações no YouTube, enquanto a outra está crescendo, com mais de 800 mil views no serviço. Ambas aparecem no ranking Viral 50, do Spotify, que mostra as 50 músicas que estão em alta no Brasil.

MC Loma e as Gêmeas da Lacração se tornaram conhecidas por um hit de carnaval. De olho em retomar o posto, o trio lançou em dezembro do ano passado Quero em dobro. Apesar de ainda não estar forte, a música deve figurar pelo menos nas listas de candidatas a hit de 2020.


Tendência


Se 2019 foi o ano da consolidação do brega-funk para além do Nordeste, outro estilo musical da região promete se firmar em 2020: a pisadinha, vertente do forró que tem como principal característica o teclado e tem aparecido em músicas de artistas do mainstream e também revelado alguns novos nomes.

O cearense Eric Land será um nome muito ouvido em 2020 com a canção Cidade inteira, gravada com Xand Avião(foto: Roni Vasconcelos/Divulgação)
O cearense Eric Land será um nome muito ouvido em 2020 com a canção Cidade inteira, gravada com Xand Avião (foto: Roni Vasconcelos/Divulgação)


Dentro desse gênero está a música Cidade inteira, promessa de hit. A canção é a aposta do cearense Eric Land, que chamou atenção no passado com O povo gosta é do piseiro. A faixa, que foi divulgada em EP do artista em 2019, será lançada em breve com uma nova versão gravada com participação de Xand Avião. “Acho que o sucesso da pisadinha tem a ver com o fato de pegar todas as tribos, todas as classes sociais. É música boa e fácil, que tem sido forte na internet”, analisa o cantor.

O ritmo, que também pode ser chamado de piseiro, se destaca com Pisadinha, de Diego & Victor e Raí Saia Rodada, com 9 milhões de visualizações no YouTube; Solinho agressivo, de Anderson e o Vei da Pisadinha, videoclipe que acumula mais de 14 milhões de views; e Monta logo vai, de Mano Walter, faixa com mais de 19 milhões de exibições na internet.

Outros estilos


Já tem muito tempo que o axé music — antes rei absoluto do verão e do carnaval — precisa dividir o protagonismo das batidas do período com três outros ritmos: o funk, o pop e o sertanejo — ou ainda uma mescla desses estilos. No topo da lista apareceCombatchy, canção gravada por Anitta, Lexa, Luisa Sonza e MC Rebecca, que está no Top 50 do Spotify na quarta posição, e, no YouTube, acumula mais de 66 milhões de visualizações.

Outras canções que figuram no Top 50 do Spotify também são candidatas a serem bastante tocadas no início deste ano: Verdinha, de Ludmilla, Topo La Maskara e Walshy Fire; Gaiola é o troco, de MC Du Black e DJ 2F; Chama ela, de Lexa e Pedro Sampaio; Contatinho, de Léo Santana e Anitta; Amor de que, Pabllo Vittar; e Carreira solo, de Gusttavo Lima. Bebi minha bicicleta, de Zé Neto & Cristiano, é outra faixa que aparece com força. Ela figura na lista Viral 50 do Spotify.

Por fora, outras músicas dos três estilos podem aparecer na disputa por terem refrões chicletes e contarem com boa aceitação do público. Parabéns, parceria de Pabllo Vittar com Psirico, é uma delas. Mil grau, uma das faixas do mais recente EP de Gloria Groove, é mais uma canção que aparece em destaque. No sertanejo, Wesley Safadão deve ser tocado graças as faixas Maria Santinha e Na cama que eu paguei, gravada com Zé Neto & Cristiano, canções do trabalho Garota VIP Rio de Janeiro (Ao vivo).

Espaço baiano


Mesmo que o axé não tenha mais ares de protagonista, o estilo baiano não fica de fora da disputa. Todo ano, os artistas do gênero preparam lançamentos específicos para o período. Em dezembro, Léo Santana, que já deve aparecer com Contatinho, divulgou a aposta para o carnaval, o single Eu não vivo sem ela (Eu te amo putaria), que integra o repertório do próximo DVD ainda a ser lançado. Ao Correio, ele adiantou que a música seria aposta dele para a folia e disse: “O público vai se amarrar”.

Léo Santana é um dos artistas que prepara sempre um lançamento especial para o verão(foto: Time Eventos/Verri e Verri/Divulgação)
Léo Santana é um dos artistas que prepara sempre um lançamento especial para o verão (foto: Time Eventos/Verri e Verri/Divulgação)


Desde o fim do ano passado, a cantora Ivete Sangalo canta em shows e micaretas fora de época a música que vai levar para os trios elétricos, em seu retorno ao carnaval. A canção escolhida foi O mundo vai. Também em 2019, o grupo de pagode baiano Parangolé divulgou seu hit: Tá poderosa, em parceria com o funkeiro Jerry Smith.

Também de olho no carnaval, outros artistas baianos fizeram lançamentos nos primeiros dias de 2020. Claudia Leitte começou o ano com Perigosinha. Nesta semana, Harmonia do Samba divulgou Sacanagenzinha, 48 horas após a gravação com Ludmilla em Salvador, e É o Tchan lançou Teimosinha.

“Essa é quente. Vai pegar igual a chiclete. Foi um presente para nós”, afirmou Xanddy durante a gravação da faixa, que tem autoria de Ludmilla, em show em Salvador. O Harmonia, inclusive, pode ter ainda um hit orgânico, porque Piseiro, faixa que faz parte do DVD gravado na última segunda-feira, foi divulgada na internet e já vem angariando fãs.


Músicas candidatas a hits de 2020




Amor de que (Pabllo Vittar)
Bebi minha bicicleta (Zé Neto & Cristiano)
Carreira solo (Gusttavo Lima)
Chama ela (Lexa e Pedro Sampaio)
Cidade inteira (Eric Land e Xand Avião)
Combatchy (Anitta, Lexa, Luisa Sonza e MC Rebecca)
Contatinho (Léo Santana e Anitta)
Eu não vivo sem ela (Léo Santana)
Gaiola é o troco (MC Du Black e DJ 2F)
Maria Santinha (Wesley Safadão)
Mil grau (Gloria Groove)
Monta logo vai (Mano Walter)
O mundo vai (Ivete Sangalo)
Na cama que eu paguei (Wesley Safadão e Zé Neto & Cristiano)
Parabéns (Pabllo Vittar e Psirico)
Paredão (Kevinho, Jottapê e Dadá Boladão)
Perigosinha (Claudia Leitte)
Pisadinha (Diego & Victor e Raí Saia Rodada)
Piseiro (Harmonia do Samba)
Quero em dobro (MC Loma e as Gêmeas da Lacração)
Sacanagenzinha (Harmonia do Samba e Ludmilla)
Sentadão (Pedro Sampaio, Felipe Original e JS Mão de Ouro)
Solinho agressivo (Anderson e o Vei da Pisadinha)
Surtada (Dadá Boladão, Tati Zaqui e OIK)
Tá poderosa (Parangolé e Jerry Smith)
Teimosinha (É o Tchan)
Tudo ok (Márcia Fellipe, Thiaguinho MT, Mila, Henry Freitas e JS Mão de Ouro)
Verdinha (Ludmilla, Topo La Maskara e Walshy Fire)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade