Streaming

'Um príncipe em Nova York 2' chegará ao streaming pela Amazon em março

O longa-metragem protagonizado por Eddie Murphy chega ao Prime Video em 5 março de 2021

Correio Braziliense
postado em 23/11/2020 15:03
 (crédito: Paramount Pictures/ Divulgação)
(crédito: Paramount Pictures/ Divulgação)

Sequência de comédia, Um príncipe em Nova York 2, protagonizada por Eddie Murphy, estará disponível no Amazon Prime Video a partir de 5 de março de 2021. O streaming adquiriu os direitos mundiais do longa-metragem da Paramount Pictures. "Um príncipe em Nova York foi um fenômeno cultural e é uma das comédias mais amadas e celebradas de todos os tempos", disse Jennifer Salke, Head do Amazon Studios, em material de divulgação.

"Graças ao gênio cômico de Eddie Murphy, juntamente aos brilhantes cineastas, escritores e elenco fabuloso, não poderíamos estar mais animados em comemorar esta nova aventura. Sabemos que o público em todo o mundo irá apaixonar-se por este filme hilário e alegre, que certamente se tornará um eterno favorito", completou.

O filme é a continuação da trama lançada em 1998. O príncipe Akeem (Eddie Murphy) retoma, agora como Rei de Zamunda, a parceria com o confidente Semmi (Arsenio Hall) para embarcar em aventura que os levará ao redor do mundo: do exuberante e real país de Zamunda ao Queens, bairro de Nova York, onde tudo começou.

O elenco original está de volta com os personagens Rei Jaffe Joffer (James Earl Jones), Rainha Lisa (Shari Headley), Cleo McDowell (John Amos) e Maurice (Louie Anderson), havendo ainda presença da equipe heterogênea da barbearia. Além disso, juntam-se ao enredo os atores Wesley Snipes, Leslie Jones, Tracy Morgan, Jermaine Fowler, Bella Murphy, Rotimi, KiKi Layne, Nomzamo Mbatha e Teyana Taylor.

Estreia nos cinemas

Um príncipe em Nova York 2 estava previsto para estrear nos cinemas mundiais em 17 de dezembro, mas os planos foram alterados após a pandemia do novo coronavírus. O longa entra na lista dos filmes de 2020 que tiveram que ser exibidos via streaming por causa da crise enfrentada por cinemas, distribuidoras, estúdios e produtoras no cenário atual.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE