Música

No DVD 'O que rolar rolou', o grupo Di Propósito celebra o pagode brasiliense

O álbum foi divulgado nas plataformas digitais em formato completo no último dia 6, com 20 faixas

Adriana Izel
postado em 02/12/2020 06:06
 (crédito: Diego Sales/Divulgação)
(crédito: Diego Sales/Divulgação)

Em novembro deste ano, o grupo brasiliense Di Propósito lançou a versão completa do DVD, O que rolar rolou (Ao vivo). O material foi gravado na capital federal em fevereiro e marca um novo passo na trajetória da banda, que tem 11 anos de carreira. A opção por escolher uma gravação ao vivo teve a ver com uma estratégia do grupo de levar para o disco a energia conhecida das apresentações e dos vídeos do YouTube.

O DVD é formado por 20 faixas, que unem clássicos do pagode com canções inéditas e autorais. O repertório tem músicas pra cima mescladas com faixas mais românticas. "O processo de escolha das músicas costuma ser bem engraçado, porque a gente tenta puxar alguma coisa para o nosso gosto pessoal, mas também pensando no público", conta Kaique, vocalista do Di Propósito, que tem ainda Laycon (Voz), Gege (Percussão), Xandy (Pandeiro), Pedrinho (Tantan), Mateusinho (Cavaco) e Acerola (Surdo).

Na abertura do DVD, Manda áudio, música que se tornou no principal hit dos candangos. O álbum também tem outras faixas que acabaram ocupando os topos das paradas das plataformas digitais, como Para tudo/Loucura do seu coração, versões de sucessos do Jeito Moleque e Sorriso Maroto gravadas com o grupo brasiliense Menos É Mais; Barulhinho; e Princesinha.

Ao Correio, o vocalista Kaique aponta a música Namora eu aí, dueto com a dupla sertaneja candanga Wilian & Marlon, como uma das canções do DVD que tem surpreendido. "É uma música que organicamente tomou uma proporção gigantesca. Manda áudio é o carro-chefe, a música que mudou tudo na nossa vida, mas a galera tem cantado muito Namora eu aí", revela.

Participações do DVD

O que rolar rolou conta com participações especiais. A primeira é do grupo conterrâneo Menos É Mais no pout-pourri com sucessos dos anos 2000. O cantor Vitinho, artista da nova geração do pagode, participa em duas faixas: Uma carta e Fica a dica. Os sertanejos Wilian & Marlon estão em Namora eu aí. Enquanto Suel, ídolo dos artistas, aparece em Ela.

"A gente ficou bem feliz com as participações do DVD. Para tudo é uma música que retrata muito a nossa história, pela questão da luta, da vitória, da família entender o nosso trabalho. Éramos ambos grupos independentes apostando no nosso trabalho, persistindo", lembra Kaique ao contar da escolha da canção que foi gravada com o Menos É Mais, outra banda de Brasília que tem levado o pagode candango para além do Distrito Federal.

Querendo valorizar a capital, o Di Propósito convidou a dupla Wilian & Marlon. Já as escolhas por Vitinho e Suel têm a ver com a afinidade musical. "Vitinho é um baita cantor, está no super auge do sucesso. Fizemos o convite e ele topou na hora. O Suel tem uma carreira incrível, uma voz com muita personalidade", define Kaique.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE