Culturaa LGBTQI+

Associação fará mapeamento da cultura LGBTQI+ no DF

A ideia é abordar a realidade e as condições de vida e de trabalho de entes e agentes culturais da comunidade inseridos na cadeia produtiva da cultura

Correio Braziliense
postado em 14/09/2021 18:24
 (crédito: Divulgação/Coturno de Vênus )
(crédito: Divulgação/Coturno de Vênus )

Ativistas da Associação Lésbica Feminista - Coturno de Vênus vão dar início ao mapeamento da cultura LGBTQIA+ do Distrito Federal. A ideia é abordar a realidade e as condições de vida e trabalho de entes e agentes culturais, levantar dados e informações sobre lésbicas, gays, pessoas bissexuais, pessoas trans e travestis inseridas na cadeia produtiva da cultura.

O mapeamento pretende elaborar, refletir e dar visibilidade à cultura LGBTQIA+ realizada no Distrito Federal, observando a pluralidade e os pontos convergentes para pensar estratégias para que essa população acesse direitos dentro das políticas culturais.

O lançamento está marcado para o dia 17 de setembro, no YouTube da associação, organizado pelo território cultural Casa Roxa. O formulário pretende coletar informações sobre empregabilidade, diversidade de expressões e linguagens artísticas de entes e agentes, além de mapear as redes, coletivos e organizações do segmento cultural LGBTQIA+ do DF.

Em formato on-line, o formulário será aberto para respostas de pessoas maiores de 18 anos, residentes no Distrito Federal. As pessoas interessadas poderão acessá-lo até 17 de dezembro deste ano.


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE