LITERATURA

Flipiri: 11ª edição da Festa Literária de Pirenópolis começa nesta quinta-feira

Flipiri receberá mais de 80 atividades gratuitas, entre lançamentos de livros, oficinas, debates, conversas, saraus e apresentações musicais e teatrais

Isabela Berrogain*
postado em 23/09/2021 06:00
Rossandro Klinjey faz palestra sobre como se reinventar com a pandemia -  (crédito: Objeto Sim Projetos Culturais)
Rossandro Klinjey faz palestra sobre como se reinventar com a pandemia - (crédito: Objeto Sim Projetos Culturais)

Depois do cancelamento da edição de 2020 devido à pandemia, a Flipiri — Festa Literária de Pirenópolis volta a ser realizada em formato híbrido. Sob o lema “E o mundo não acabou”, a 11ª edição do evento ocorrerá de hoje a sábado, na cidade de Pirenópolis. No total, a Flipiri receberá mais de 80 atividades gratuitas, entre lançamentos de livros, oficinas, debates, conversas, saraus e apresentações musicais e teatrais. Com atividades presenciais, o evento seguirá as normas de segurança sanitária da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Segundo Maurício Melo Júnior, curador do evento, houve uma intenção de imprimir um sentido de esperança a essa edição da Flipiri: “ Tanto que a temática é até ousada: ‘E o mundo não acabou.’ Estamos na luta. Como diz o poema de Carlos Pena Filho: “Em meio ao largo mar/ não faço caso dos dias meus; tenho a guiar o acaso e o acaso é Deus.”

A pandemia impôs uma série de restrições de distanciamento físico. Mesmo assim, a Flipiri pretende expandir o público estudantil do evento neste ano. Por isso, esta edição contará com itinerância virtual nas escolas da cidade e presencial para as escolas rurais. Deste modo, a festa literária conseguirá alcançar mais de 5 mil crianças e jovens: “A nossa ideia é fazer uma festa literária que promova o livro e a leitura”, observa Maurício: “As itinerâncias estão sendo feitas de maneira virtual.”

O evento também tem como objetivo estimular a produção artística local, reunindo autores estreantes que estão lançando os primeiros livros da carreira dentro da Coleção Arterial. A coleção é um projeto que visa desenvolver a capacidade de escrita em jovens escritores e propiciar o lançamento de iniciativas independentes e autorais.

A conferência de abertura da Flipiri 2021, com o escritor, psicólogo e professor Rossandro Klinjey, abordará a questão psicossocial da sociedade atual com vistas à superação da percepção apocalíptica de que o mundo está piorando.

Homenagens

Nesta edição da Flipiri, o poeta Afonso Félix de Sousa será um dos homenageados do evento. Integrante da terceira geração de modernistas da literatura nacional, Félix foi um poeta multipremiado e fundador da Associação Nacional de Escritores (ANE). Para celebrá-lo, o evento realizará uma roda de conversa com autores da região.

Em homenagem aos 40 anos de morte do compositor e escritor carioca, completados no ano passado, Vinícius de Moraes também será homenageado na Flipiri 2021. Durante a abertura oficial do evento, as cerimonialistas Régia Diniz e Liduína Bartholo recitarão poemas de ambos autores celebrados. Na sequência, o cantor e compositor Toquinho apresentará um show em tributo a Vinicius de Moraes, antigo parceiro de composição e palco.

11ª FLIPIRI – Festa Literária de Pirenópolis
Centro Histórico de Pirenópolis. De hoje a sábado. Entrada franca.

*Estagiária sob supervisão de Severino Francisco.

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE