Obituário

Morre o cartunista mineiro Nani, aos 70 anos, de covid-19

Nani morreu de covid-19, em Belo Horizonte. Ele era do grupo de risco e já havia passado por três transplantes de fígado

Correio Braziliense
postado em 08/10/2021 12:11 / atualizado em 08/10/2021 12:37
 (crédito: Reprodução)
(crédito: Reprodução)

Criador de tirinhas e personagens que viraram clássicos do humor brasileiro, o cartunista Nani morreu, nesta sexta-feira (9/10), em Belo Horizonte (MG) aos 70 anos, de covid-19. Nani era do grupo de risco e passou por três transplantes de fígado ao longo da vida.

O cartunista publicou as primeiras charges no início da década de 1970, na capital mineira, onde morava. Em 1973, ele se mudou para o Rio de Janeiro e, durante as cinco décadas de carreira, foi chargista de veículos como O Pasquim, O Tempo, O Globo, Sports, O Dia e Última Hora.

Nascido Ernani Diniz Lucas, o artista criou tirinhas como a Vereda tropical e foi roteirista de Chico Anysio na Escolinha do Professor Raimundo e no programa Chico Total, além de escrever para Casseta &Planeta, Sai de Baixo e Zorra.

Ainda não há informações sobre o velório e o enterro de Nani, que deixa dois filhos, uma neta e a mulher, Inez.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE