Famosos

Barbara Gancia relembra treta com Emicida: 'Filho da p*ta'

Jornalista e rapper se desentenderam por conta de antiga coluna de Barbara sobre o movimento hip-hop

João Mello - Especial para o Uai
postado em 11/10/2021 15:05 / atualizado em 11/10/2021 15:05
 (crédito: Reprodução/Youtube)
(crédito: Reprodução/Youtube)

Em entrevista para Rafinha Bastos , no podcast Mais que 8 minutos , a ex-colunista da Folha de S. Paulo, Barbara Gancia, comentou a treta que teve com Emicida. O rapper citou a jornalista em entrevista no ano passado para o Roda Viva , lembrando uma polêmica coluna de Barbara falando sobre o movimento Hip Hop.

Na ocasião, Emicida disse que "pessoas brancas têm o hábito de dizer coisas e não ter resposta sobre o que disseram". Ele fez referência ao que Barbara publicou em sua coluna em 2007, dizendo que o hip-hop é financiado pelo tráfico de drogas e que o Gilberto Gil [Ministro da Cultura na época] não deveria olhar para o hip-hop como movimento cultural. No dia seguinte ao programa, Gancia respondeu o cantor de maneira incisiva.

 

Ao ser perguntada sobre Emicida por Rafinha , Barbara relembrou a história, que começou antes do fatídico Roda Viva. Mais precisamente, em 2018, quando os dois se encontram no GNT pela primeira vez:

 

"Eu fz um Mea Culpa f#dido, pedi desculpa para 'os cras'. Fiquei amiga do Sabotage, falei com o Mano Brown. (...). Eu fui trabalhar no GNT, ele também foi no GNT, falou para minha 'chefa' que não ia com a minha cara. Pegou bode de mim", relembrou Barbara.

 Os dois chegaram a ir juntos pela emissora para a Copa da Rússia, em 2018, onde Barbara tentou se acertar com ele. "Não aceitou minhas desculpas. (...) é um bosta de um filha da p#ta. Tudo bem, não trabalhou comigo, fod*-se, fiz umas 'p#ta matéria'", contou.

 "Passam-se os anos, foi no Roda Viva, a Vera Magalhães pergunta para ele sobre racismo estrutural, ele falou: 'tem uns jornalistas que ferrarm com a gente, são racistas, ficam propagando. Por exemplo, a Barbara Gancia '. Aí você imagina a repercussão disso".

 Na época, a jornalista respondeu de forma dura pelas redes sociais: "Eu era idiota, tomei na cabeça, fui lá, ralei e aprendi. Emicida não se deu ao trabalho de saber quem sou antes de me esculhambar publicamente, mesmo estando cansado de saber o custo que um ataque desse tipo pode ter nas redes sociais justiceiras e magnânimas dos dias de hoje. Mostrou ser um nanico, um bostinha sem senso de humor, o mesmo que reagiu feito moleque chorão quando eu tirei sarro dele no Twitter". Confira o vídeo em que Baraba explicou a confusão para Rafinha.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE