Mercado de software

Sofplan anuncia compra da Projuris e amplia atuação no mercado jurídico

Com escritórios no Brasil e na Colômbia, desenvolvedora de software anunciou, no ano passado, a aquisição majoritária da Checklist Fácil e do Construtor de Vendas, CRM especialista no mercado imobiliário

Bernardo Lima*
postado em 18/01/2022 17:56 / atualizado em 18/01/2022 17:56
 (crédito: Escritório da Softplan em Florianópolis, Santa Catarina)
(crédito: Escritório da Softplan em Florianópolis, Santa Catarina)

A desenvolvedora de software Softplan anunciou a aquisição da startup de Joinville, Projuris, especialista em software para departamentos jurídicos, nesta terça-feira (18/1). Segundo a empresa, o objetivo da aquisição é fortalecer a estratégia de crescimento da Softplan para ampliar sua atuação no mercado jurídico.

Essa é a terceira aquisição da companhia no período de 12 meses, sendo a primeira compra integral. No ano passado, a empresa anunciou a aquisição majoritária da Checklist Fácil e do Construtor de Vendas, CRM especialista no mercado imobiliário.

O CEO da Softplan, Eduardo Smith, destaca que a companhia vem crescendo de forma consistente organicamente, complementado pelo crescimento inorgânico, e tem capacidade para realizar mais investimentos em novas aquisições. “Estamos sempre atentos às oportunidades do mercado. Para 2022, temos grandes perspectivas de crescimento, especialmente no segmento de software para o setor jurídico e de construção civil”, complementa.

Com a nova aquisição, o grupo Softplan passa a ter mais de 2,4 mil colaboradores, além de 8 mil clientes. Para este ano, a empresa espera manter a taxa de crescimento de 20% no faturamento, chegando em R$ 588 milhões. Em 202, as receitas da empresa chegaram a R$ 428 milhões.

A Projuris, plataforma de inteligência legal, tem 250 colaboradores e cerca de 2,5 mil clientes, e fechou 2021 com um faturamento de R$ 50 milhões. Nos últimos três anos, a Projuris alcançou um crescimento superior a 35%.

*Estagiário sob a supervisão de Andreia Castro

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE