Funcionalismo

Bolsonaro vai dar reajuste de 5% a servidores e cortar verbas de outras áreas

Presidente Jair Bolsonaro comunicou à equipe econômica que deverá conceder reajuste de 5% para os servidores públicos federais, de acordo com fontes do governo, a partir de junho

Michelle Portela
postado em 13/04/2022 18:29 / atualizado em 13/04/2022 18:30
 (crédito:  EVARISTO SA / AFP)
(crédito: EVARISTO SA / AFP)

O presidente Jair Bolsonaro comunicou à equipe econômica que deverá conceder reajuste de 5% para os servidores públicos federais, de acordo com fontes do governo, a partir de junho. O ministro da Economia, Paulo Guedes, foi chamado ao Planalto para discutir o tema. 

Bolsonaro deve anunciar nos próximos dias a concessão do reajuste abaixo da inflação e linear, para todos os servidores. O governo quer anunciar o quanto antes a medida para aplacar os movimentos de servidores que deflagraram greves e manifestações.

 

O impacto nas contas públicas dependerá da data da vigência do reajuste. Caso o reajuste comece em julho, referente à folha do mesmo mês, o custo extra seria de R$ 5,8 bilhões neste ano e de R$ 11,6 bilhões, em 2023.

O Executivo tinha reservado apenas R$ 1,7 bilhão para o reajuste. Por isso, será necessário cortar dinheiro de outras áreas para compensar o novo gasto. Isso será feito, segundo fontes do governo, nas chamadas despesas discricionárias do governo federal, aquelas que podem ser cortadas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE