SELEÇÃO BRASILEIRA

Tite analisa a briga por vagas: "O individual potencializa o coletivo"

Para o treinador, a disputa eleva o nível técnico do grupo. Ele anunciou o retorno de Gabriel Jesus e convocou o volante Danilo, um dos destaques do Palmeiras

VICTOR PARRINI*
postado em 11/05/2022 11:20 / atualizado em 11/05/2022 11:27
 (crédito: RAUL MARTINEZ)
(crédito: RAUL MARTINEZ)

O técnico Tite divulgou, nesta quarta-feira (11/5), a penúltima lista de convocação antes da Copa do Mundo do Catar, em novembro e dezembro. O comandante canarinho chamou 27 jogadores para os compromissos amistosos contra a Coreia do Sul, em Seul, em 2 de junho, e Japão, em Tóquio, no dia 6. Diante da possibilidade de convocar 26 atletas para o Mundial, o treinador analisou a concorrência pelas novas vagas que podem surgir. 

"O individual potencializa o coletivo e o coletivo eleva o individual. Os dois são fundamentais. Dá para fazer uma concorrência individual por performance, mas dá para pensar no coletivo. As pessoas confundem modelo com estratégia e ajustes. Mantém o modelo, mas faça ajustes para que determinado atleta possa estar", disse. 

O comandante canarinho também avaliou a possibilidade de levar 26 jogadores para o Catar e como isso pode fortalecer o grupo em uma competição que exige muito física e tecnicamente 

"Concordo que 26 te dá mais opções. No aspecto ofensivo te dá mais possibilidades. Temos uma geração com 'perninha rápida', jogadores de um nível técnico impressionante. O fato de ter experiências no mundo árabe, eu sei do aspecto físico. A perna vai inchar. A condição física é um fator importante. Ter essa opção de jogadores de velocidade e qualidade técnica é importante" analisou.

Confira outros trechos da entrevista coletiva:

Adversário de preferência para o terceiro amistoso

"O mundo ideal e o mundo real. A gente lutou para fazer o jogo contra o vice-campeão europeu. Vai ter Argentina x Itália e tentamos enfrentar a Inglaterra. Buscamos todas as alternativas. Gostaríamos que fosse um europeu. Inglaterra, Bélgica, Holanda, Alemanha, Espanha. Não dá. Procuramos a melhor opção possível para fazermos o enfrentamento."

Sequência de trabalho visando a Copa do Mundo 

"A expectativa é evoluir. Conversávamos com o César Sampaio que a equipe precisava ser mais criativa. Nos últimos cinco jogos atingimos este nível e buscamos equilíbrio. Tem que ser sólida, efetiva, transformar em gol. Consolidar isso com diferentes adversários. Este processo de consolidação é importante."

Cancelamento do amistoso contra a Argentina (cordenador Juninho Paulista)

"Não é o fato de jogar contra a Argentina ou não. É todo um planejamento. Temos que planejar antes, tem a logística de viagem. Isso não é de uma hora para outra. Sim que é prejudicial esse jogo ser cancelado. Em relação ao jogo de setembro, estamos ainda discutindo internamente e juntamente com a presidência. Tivemos a resolução da Fifa."

Paquetá e Coutinho absolutos?

"Respeitosamente, discordo. Se olhar o Neymar, hoje ele é um articulador. O Fred, na fase ofensiva, trabalha dentro de uma zona ofensiva. Ele exerce essa função. São jogadores que transitam. Tenho mais jogadores de articulação."

Evolução de Bruno Guimarães

"Bruno Guimarães, assim como os laterais, tem que disputar. Ele disputa com todos os segundos meio-campistas. Estejam na sua melhor condição. Eu falo de todos os planos. Físico, técnico, tático, emocional... Todos os atletas da mesma função concorrem."

*Estagiário sob a supervisão de Marcos Paulo Lima 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE