Seleção Brasileira

Quando técnico e jogador do mesmo time são rivais por seleções

Quando técnico e jogador do mesmo time são rivais por seleções -  (crédito: Jogada10)
Quando técnico e jogador do mesmo time são rivais por seleções - (crédito: Jogada10)
Jogada10
postado em 13/11/2023 13:24

A situação pouco comum que é um técnico de futebol treinar um time e uma seleção ao mesmo tempo pode gerar uma raridade ainda maior. Já pensou em um treinador enfrentar um jogador que seja seu comandado no âmbito de clubes?

Segundo o site “Torcedores.com”, há, pelo menos, cinco casos mais notórios na história do futebol de treinadores que acumularam cargo duplo. É o que acontece, por exemplo, com Fernando Diniz, atualmente técnico da Seleção Brasileira e do Fluminense.

Alguns dos maiores treinadores da história do futebol mundial assumiram o desafio: Rinus Michels era técnico do Barcelona quando comandou a histórica seleção da Holanda na Copa do Mundo de 1974. Outro gênio da área técnica, Alex Ferguson foi treinador da Escócia e do Aberdeen em 1985, anos antes de assumir o Manchester United e se tornar lenda por lá.

Outros exemplos são Leonid Slutsky, técnico do CSKA e da Rússia, Fatih Terim, treinador do Galatasaray e da Turquia, e Guus Hiddink, à frente do Chelsea e da Rússia.

Caso raríssimo – e duplo

Dos cinco, apenas Leonid Slutsky viveu a estranhíssima situação. O técnico russo conciliou o trabalho à frente do CSKA e da seleção de seu país em 2015 e 2016. E, então, calhou de enfrentar jogadores que eram seus comandados no clube de Moscou duas vezes.

Slutsky viveu situaçaõ atípica no futebol – Foto: Reprodução Instagram

O primeiro, aliás, foi o sueco Wernbloom, em jogo válido pelas Eliminatorias para a Euro de 2016. O segundo foi o sérvio Tosic, que defendeu a seleção de seu país contra a Rússia de Slutsky em amistoso em 2016.

Cartão impede técnico x jogador do Flu

Por muito pouco, Fernando Diniz e Arias não foram adversários e experimentaram o mesmo que Leonid Slutsky e seus jogadores.

Brasil e Colômbia se enfrentam nesta quinta-feira (16), pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo. Diniz e Arias, ambos do Fluminense, defendem bandeiras diferentes nas seleções. Um é técnico da seleção brasileira, o outro atacante do selecionado colombiano.

Convocado pelo técnico Néstor Lorenzo, Arias está fora da partida por estar suspenso. Ele recebeu o segundo cartão amarelo na rodada passada das Eliminatórias, contra o Equador.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

-->