saf botafogo

Botafogo protocola plano de pagamento de R$ 400 milhões de dívidas cíveis

Thairo Arruda, CEO do Botafogo

Thairo Arruda, CEO do Botafogo -  (crédito: Foto: Vitor Silva/Botafogo)
Thairo Arruda, CEO do Botafogo - (crédito: Foto: Vitor Silva/Botafogo)
Jogada10
postado em 20/12/2023 18:25

O Botafogo deu um importante passo para equilibrar a sua situação financeira. Afinal, protocolou, nesta quarta-feira (20), uma proposta de plano de Recuperação Extrajudicial no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Neste, a intenção é quitar dívidas cíveis, na ordem de 400 milhões. Os pagamentos mensais acontecerão ao longo dos próximos 15 anos

“Estamos avançando em mais uma etapa para a equalização de todo o passivo do Clube Social. Depois do novo acordo sobre as dívidas trabalhistas ter sido homologado, trabalhamos com muita intensidade para solucionar também os débitos cíveis. Esse processo de recuperação é determinante para solucionarmos de uma vez por todas a sufocante dívida do clube e recolocarmos o Botafogo na trilha do sucesso que tanto merece”, disse Thairo Arruda, CEO da SAF do Botafogo.

Com o plano de quitação dos débitos para os próximos 15 anos, o Botafogo aguarda a aprovação. Assim, com o sinal positivo, o departamento jurídico do clube terá 90 dias para apresentação dos demais Termos de Adesão dos credores ao Plano de Recuperação Extrajudicial.

Entre os nomes dos credores, estão a empresa Odebrecht, com empresários de atletas de futebol e com ex-jogadores alvinegros, como no caso de Rodrigo “Beckham”.

Anteriormente, o Alvinegro conseguiu um acordo com a comissão de credores trabalhistas e a Justiça do Trabalho para homologar novo acordo no Regime Centralizado de Execuções (RCE). No entanto, neste caso, o pagamento será em 10 anos.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

-->