Mercado da Bola

Em crise financeira, Santos tenta evitar saídas em massa em 2024

Santos tenta evitar muitas saídas do elenco

Santos tenta evitar muitas saídas do elenco -  (crédito: Foto: Raul Baretta/ Santos FC.)
Santos tenta evitar muitas saídas do elenco - (crédito: Foto: Raul Baretta/ Santos FC.)
Jogada10
postado em 22/12/2023 08:02

O Santos sabe que terá que se transformar em 2024, por conta do rebaixamento para a série B do Brasileirão. Com um orçamento reduzido e em crise financeira, o Peixe tenta readequar o salário de alguns jogadores e fazer contratações pontuais. Contudo, o principal objetivo é evitar um grande número de saídas do elenco.

O Alvinegro Praiano estabeleceu um teto salarial de R$350 mil para a próxima temporada, muito por conta do baixo orçamento que terá em 2024. Assim, tenta renegociar a diminuição da maioria dos salários do atual elenco. Até aqui, apenas o volante Tomás Rincón aceitou o novo acordo.

O clube sabe que será muito difícil chegar ao número ideal com muitos deles, mas não quer perdê-los sem antes tentar uma conversa para entender a possibilidade de diminuir esses custos. Além disso, sabe que não pode entregar um elenco reduzido a Fábio Carille logo no início da pré-temporada.

Os novos dirigentes sabem que será difícil manter boa parte dos principais jogadores do elenco, porque eles são considerados caros e não aceitariam uma redução salarial. Soteldo e Jean Lucas, por exemplo, devem sair.

Enquanto tenta renovar os contratos de alguns jogadores, o Santos também segue firme no mercado. Afinal, o Peixe está bem encaminhado para contratar o atacante Willian Bigode e o lateral-esquerdo Jorge. Além disso, tem interesse nas chegadas do meia Giuliano, o zagueiro Gil e o lateral Dalbert. Os reforços só serão anunciados no dia 2 de janeiro, quando Marcelo Teixeira assume de forma oficial a presidência do clube.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

-->